Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,75% (20/03/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,64% (04/Abril/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,16% (16/Abril/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,07% (22/03/2024) | IGP-M -0,47% (27/03/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,73% (22/Mar/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,24% (25/Mar/2024) | INCC-DI +0,28% (05/04/2024) | IVAR 1,06% (04/04/2024) |

Industrialização de canteiros de obras impulsiona ritmo de lançamentos no mercado imobiliário

Compartilhar a notícia

Foto Ivan Bandura

A crescente industrialização está transformando os tradicionais canteiros de obras, à medida que construtoras buscam maneiras de aumentar a produtividade e reduzir os prazos de entrega. O cenário reflete uma mudança importante no mercado imobiliário, impulsionada pela necessidade de atrair trabalhadores qualificados, especialmente das novas gerações, para um setor historicamente associado a condições de trabalho desafiadoras.

Com a falta de mão de obra e o desinteresse dos jovens por trabalhos considerados insalubres, as construtoras estão adotando processos industrializados para tornar o ambiente de trabalho mais atraente e eficiente. Um exemplo é o edifício Skyline Tower, em Balneário Camboriú (SC), que adotou métodos industrializados, como o uso de “drywall” e fachadas pré-fabricadas, resultando em uma redução significativa no número de trabalhadores no canteiro e uma diminuição no tempo de obra.

Outra empresa pioneira nesse movimento é a Tecverde, especializada em estruturas de madeira. Cerca de 85% do trabalho da Tecverde é realizado em fábrica, o que não apenas acelera o processo de construção, mas também reduz a rotatividade dos funcionários. Um exemplo recente dessa abordagem é a construção de 518 moradias em São Sebastião (SP), para os afetados pelas chuvas, que foram concluídas em tempo recorde.

Essas iniciativas estão sendo incentivadas não apenas pela necessidade de aumentar a produtividade, mas também pela demanda por métodos construtivos mais rápidos e sustentáveis. A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU), por exemplo, lançou um edital para contratar 15 mil moradias que utilizem métodos construtivos mais eficientes.

Apesar dos desafios, como a tributação diferenciada para obras industrializadas e a necessidade de investimentos em tecnologia, os líderes do setor acreditam que a industrialização é o caminho para o futuro da construção civil no Brasil. Com a expectativa de crescimento contínuo da demanda por habitação e infraestrutura, a adoção de métodos construtivos industrializados pode não apenas resolver os problemas de mão de obra, mas também impulsionar a eficiência e a sustentabilidade do setor.

Diante do déficit habitacional de 6 milhões de casas calculado pela Fundação João Pinheiro, a modernização dos canteiros de obras torna-se uma prioridade urgente, não apenas para as construtoras, mas também para a economia como um todo.

Redação VGV com informações do Valor Econômico

___

Acelere sua Carreira no Mercado Imobiliário com a Banca VGV!

A Banca VGV é a plataforma oficial de vendas dos produtos educacionais do Grupo VGV, sua fonte de conhecimento indispensável para se destacar no mercado imobiliário.

Mais do que uma livraria:

Aqui você encontra livros, cursos, planilhas e muito mais para tornar você em um profissional Acima da Média. Explore as soluções personalizadas para:

  • Corretores de Imóveis: Aprimore suas habilidades, domine as técnicas de venda e feche mais negócios.
  • Imobiliárias: Aumente a rentabilidade do seu negócio com estratégias de gestão e marketing eficazes.
  • Investidores: Inove em seus projetos e processos para se destacar da concorrência.
  • Incorporadoras: Lance empreendimentos de sucesso com base em estudos de mercado e viabilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Foto por Pedro Ribeiro Segundo o Índice FipeZap, os preços de locação residencial no Brasil tiveram um aumento significativo de ...
O mercado imobiliário de São Paulo apresentou quase 16 mil transações de compra e venda de imóveis em Janeiro deste ...
Veja todas as regras do FGTS futuro e saiba os detalhes de como ele funciona nos financiamentos imobiliários ...
O estudo indica que o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção apresentou crescimento de 2,8% no acumulado até ...
Será que podemos ter um novo boom imobiliário no Brasil? Dados recentes apontam venda recorde de novos imóveis, demanda por ...
Foto por Davi Costa No último mês de março, os índices de inflação no Brasil, tanto o IPCA (Índice Nacional ...
Ao mesmo tempo em que vive um bom momento de vendas, setor imobiliário precisa lidar com um entrave: a falta ...
O Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), é um dos ...
Foto por Leohoho O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) registrou um aumento de 1,06% em março de 2024, ...
Foto por Alex Caceres O mercado imobiliário brasileiro continua a apresentar sinais de dinamismo, com o Índice FipeZAP registrando um ...

Banca VGV