Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,75% (20/03/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,64% (04/Abril/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,16% (16/Abril/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,07% (22/03/2024) | IGP-M -0,47% (27/03/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,73% (22/Mar/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,24% (25/Mar/2024) | INCC-DI +0,28% (05/04/2024) | IVAR 1,06% (04/04/2024) |

São Paulo: mercado imobiliário em alta com dobro de lançamentos previstos para 2024

Compartilhar a notícia

Foto por Vinicius Löw

A dinâmica do mercado imobiliário em São Paulo está prestes a atingir novos patamares em 2024, com a projeção de entrega de 818 condomínios, quase o dobro do registrado no ano anterior, revela mapeamento realizado pela Data Lello, braço de dados da administradora de condomínios Lello.

Mercado em Ebulição:

A cidade tem liderado uma retomada nacional no mercado imobiliário, impulsionada pelo segmento de luxo, conhecido por sua resiliência, e por uma explosão na demanda por imóveis voltados para famílias de baixa renda. Contudo, para 2024, os holofotes estarão voltados para os condomínios de médio padrão, representando 36% dos novos lançamentos. Esse destaque é motivado pela redução da taxa básica de juros, a Selic, que promete diminuir o custo de financiamento e dar um novo fôlego à demanda.

“Estamos vivendo um momento sem precedentes, impulsionado pela aposta na estabilidade econômica, na queda de juros e na força do mercado paulistano”, destaca Angelica Arbex, diretora de marketing da Lello Condomínios e coordenadora do estudo.

Diversidade de Ofertas em São Paulo: Uma Visão Detalhada

Alto Padrão: Com 203 empreendimentos previstos, representando 24,8% das novas entregas, os condomínios de alto padrão terão o metro quadrado avaliado em R$ 22,5 mil, com uma média de 89 apartamentos por prédio. O valor médio de cada unidade atinge R$ 4,1 milhões, destacando bairros como Pinheiros, Vila Nova Conceição, Perdizes, Itaim Bibi e Vila Mariana.

Médio Padrão: Liderando as entregas deste ano, os condomínios de médio padrão representarão 36% do total, com 295 empreendimentos. O metro quadrado médio está estimado em R$ 15,2 mil, com uma média de 183 unidades por condomínio. O valor médio de cada apartamento alcança R$ 710 mil, concentrando-se em bairros como Vila Mariana, Perdizes, Pinheiros, Vila Clementino e Moema.

Médio-Baixo Padrão: Com 198 novas edificações, os condomínios de médio-baixo padrão responderão por 24,2% das entregas, apresentando um metro quadrado médio avaliado em R$ 9,05 mil. Com uma média de 256 apartamentos por condomínio, o valor médio de cada unidade é de R$ 382 mil. Os bairros que mais receberão essa categoria são Butantã, Barra Funda, Belenzinho, Cambuci e Ipiranga.

Econômico: O segmento econômico está programado para receber 94 novos empreendimentos, representando 11,5% do total esperado para o ano. O valor médio do metro quadrado é de R$ 6,5 mil, com 280 unidades por condomínio. O valor médio de cada apartamento é de R$ 231 mil, destacando bairros como Parque Novo Mundo, Guaianases, Itaquera, Paraisópolis e Pirituba.

O boom imobiliário em São Paulo em 2024 promete não apenas transformar a paisagem da cidade, mas também oferecer uma ampla gama de opções para diferentes perfis de compradores, consolidando a metrópole como um epicentro dinâmico e vibrante no cenário imobiliário nacional.

Fonte: Exame

___

Fique bem informado sobre o mercado imobiliário através do canal do Portal VGV no WhatsApp. Siga já e receba nosso conteúdo em primeira mão: https://whatsapp.com/channel/0029Va8dBp9LI8YX1F7tpl22

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Foto por Pedro Ribeiro Segundo o Índice FipeZap, os preços de locação residencial no Brasil tiveram um aumento significativo de ...
O mercado imobiliário de São Paulo apresentou quase 16 mil transações de compra e venda de imóveis em Janeiro deste ...
Veja todas as regras do FGTS futuro e saiba os detalhes de como ele funciona nos financiamentos imobiliários ...
O estudo indica que o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção apresentou crescimento de 2,8% no acumulado até ...
Será que podemos ter um novo boom imobiliário no Brasil? Dados recentes apontam venda recorde de novos imóveis, demanda por ...
Foto por Davi Costa No último mês de março, os índices de inflação no Brasil, tanto o IPCA (Índice Nacional ...
Ao mesmo tempo em que vive um bom momento de vendas, setor imobiliário precisa lidar com um entrave: a falta ...
O Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), é um dos ...
Foto por Leohoho O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) registrou um aumento de 1,06% em março de 2024, ...
Foto por Alex Caceres O mercado imobiliário brasileiro continua a apresentar sinais de dinamismo, com o Índice FipeZAP registrando um ...

Banca VGV