Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,75% (20/03/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,64% (04/Abril/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,16% (16/Abril/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,07% (22/03/2024) | IGP-M -0,47% (27/03/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,73% (22/Mar/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,24% (25/Mar/2024) | INCC-DI +0,28% (05/04/2024) | IVAR 1,06% (04/04/2024) |

Mercado Imobiliário de BH e Nova Lima: Crescimento de 14% e destaque em imóveis de luxo

Compartilhar a notícia

Uberlândia se destaca no interior, mas BH lidera em Valor Global de Vendas e Lançamentos
Mercado Imobiliário de BH e Nova Lima

O mercado imobiliário de Belo Horizonte e Nova Lima registrou um crescimento robusto de 14% entre janeiro e setembro de 2023, de acordo com dados divulgados pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG) em entrevista coletiva nesta terça-feira (19/12). Uberlândia, no Triângulo Mineiro, se destacou no interior, superando a capital em número de vendas e lançamentos.

Destaques do Crescimento: BH, Nova Lima e Uberlândia

Belo Horizonte e Nova Lima apresentaram um aumento conjunto de 14% nos lançamentos e vendas, enquanto Uberlândia se destacou com números superiores à capital no Triângulo Mineiro. Contudo, em Valor Global de Vendas e Lançamentos, BH liderou devido à comercialização de imóveis de luxo e alto padrão.

Análise por Regiões: BH e Nova Lima vs. Região Metropolitana e Interior

Considerando unidades de apartamentos novos, BH e Nova Lima registraram crescimento nas unidades lançadas (14%), enquanto a Região Metropolitana, abrangendo municípios como Contagem e Ribeirão das Neves, e o interior tiveram decréscimos (-27% e -8%, respectivamente).

Padrão Econômico e Desempenho: BH vs. Interior

O desempenho de BH e Nova Lima é atribuído ao padrão econômico, com imóveis de maior valor impulsionando o crescimento, ao contrário do padrão econômico no interior, onde imóveis de valores mais baixos enfrentaram dificuldades, especialmente nos oito primeiros meses do ano.

Unidades Vendidas: Crescimento em Belo Horizonte e Nova Lima

Quanto às unidades vendidas, Belo Horizonte e Nova Lima também apresentaram aumento (4%), enquanto a Região Metropolitana teve queda (-15%). Cidades do interior, incluídas no levantamento neste ano, não puderam ser comparadas.

Comparação com Uberlândia: Vendas, Lançamentos e Ofertas

Em termos de vendas, lançamentos e ofertas, Uberlândia superou Belo Horizonte, mas a capital teve desempenho melhor em Valor Global de Venda e Valor Global de Lançamento devido a imóveis de luxo.

Custo Unitário Básico e Impacto da Pandemia

Considerando o período de janeiro de 2020 a outubro de 2023, com a influência da pandemia de Covid-19, o Custo Unitário Básico dos materiais de construção aumentou em 82%, levando a um aumento de mais de 55% no preço médio dos imóveis.

Novas Regras do Programa Minha Casa Minha Vida e Perspectivas Futuras

As novas regras do Programa Minha Casa Minha Vida, como o aumento do valor do teto do imóvel e do subsídio, a partir de agosto, impulsionaram o desempenho de vendas e lançamentos no interior, caracterizado pela oferta de imóveis do padrão econômico, com valores até R$ 350 mil. Contagem também se destacou nas vendas, registrando um aumento de 11%.

Fonte: Sinduscon-MG

___

Fique bem informado sobre o mercado imobiliário através do canal do Portal VGV no WhatsApp. Siga já e receba nosso conteúdo em primeira mão: https://whatsapp.com/channel/0029Va8dBp9LI8YX1F7tpl22

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Foto por Pedro Ribeiro Segundo o Índice FipeZap, os preços de locação residencial no Brasil tiveram um aumento significativo de ...
O mercado imobiliário de São Paulo apresentou quase 16 mil transações de compra e venda de imóveis em Janeiro deste ...
Veja todas as regras do FGTS futuro e saiba os detalhes de como ele funciona nos financiamentos imobiliários ...
O estudo indica que o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção apresentou crescimento de 2,8% no acumulado até ...
Será que podemos ter um novo boom imobiliário no Brasil? Dados recentes apontam venda recorde de novos imóveis, demanda por ...
Foto por Davi Costa No último mês de março, os índices de inflação no Brasil, tanto o IPCA (Índice Nacional ...
Ao mesmo tempo em que vive um bom momento de vendas, setor imobiliário precisa lidar com um entrave: a falta ...
O Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), é um dos ...
Foto por Leohoho O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) registrou um aumento de 1,06% em março de 2024, ...
Foto por Alex Caceres O mercado imobiliário brasileiro continua a apresentar sinais de dinamismo, com o Índice FipeZAP registrando um ...

Banca VGV