Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,75% (20/03/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,64% (04/Abril/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,16% (16/Abril/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,07% (22/03/2024) | IGP-M -0,47% (27/03/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,73% (22/Mar/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,24% (25/Mar/2024) | INCC-DI +0,28% (05/04/2024) | IVAR 1,06% (04/04/2024) |

Locação no Litoral Paulista: alta de até 900% para Natal e Réveillon, aponta CRECISP

Compartilhar a notícia

Pesquisa CRECISP mostra alta generalizada nos preços de locações de temporada no litoral paulista para as festas de Natal e Réveillon, com incríveis 900%. Consulta abrange 12 cidades e revela tendências do mercado imobiliário.
Locação no Litoral Paulista: alta de até 900% para Natal e Réveillon, aponta CRECISP

Créditos da Imagem: Hoteis.com

Em um cenário de crescente demanda por locações de temporada no litoral paulista para as festas de Natal e Réveillon, a Pesquisa CRECISP revelou um aumento generalizado nos preços, com alguns casos chegando a incríveis 900%. O estudo consultou 14 imobiliárias em 12 cidades litorâneas, oferecendo um panorama abrangente sobre as tendências do mercado.

Litoral Sul: Aumento Expressivo

No Litoral Sul, cidades como Praia Grande e Mongaguá testemunharam um aumento notável nos preços das locações. Casas de 2 dormitórios, que no ano passado podiam ser alugadas por R$ 300,00 ao dia, agora apresentam um valor 900% mais alto, alcançando R$ 3.000,00/dia. Apartamentos de 01 dormitório também não escaparam, registrando um aumento de 465,21%, subindo de R$ 345,00 para R$ 1.950,00/dia.

Litoral Norte: Variações Menores, mas Ainda Significativas

No Litoral Norte, embora os percentuais de aumento sejam menores, os valores das diárias também subiram consideravelmente. Casas de 4 dormitórios, voltadas para grupos maiores, tiveram um aumento de 50,29%, passando de R$ 3.235,00 para R$ 4.862,00/dia. Até mesmo imóveis menores, como apartamentos de 01 dormitório, tiveram um aumento de 351,07%, com diárias agora atingindo R$ 1.466,00.

Litoral Centro: Exceções com Redução de Preços

Em contraste, cidades como Santos, Guarujá e São Vicente, no Litoral Centro, destacam-se como exceções, registrando reduções nos valores das diárias. Casas de 2 dormitórios apresentam uma diminuição de 39,24%, passando de R$ 1.325,00 para R$ 805,00, enquanto as de 4 dormitórios têm uma queda de 27,27%, saindo de R$ 1.650,00 para R$ 1.200,00.

Opções Alternativas no Campo

A pesquisa deste ano também explorou opções de locação para aqueles que preferem o campo à praia. Em cidades como Barra Bonita, Águas de Lindóia, Serra Negra e Atibaia, os valores das diárias variam, oferecendo alternativas mais acessíveis em comparação com as áreas litorâneas.

O presidente do CRECISP, José Augusto Viana Neto, observa que a valorização dos imóveis em cidades litorâneas ou montanhosas após a pandemia pode explicar o aumento nos preços das locações. Ele ressalta a importância de contratos de locação assinados com a assessoria de corretores ou imobiliárias para evitar possíveis golpes.

Em um contexto pós-pandemia, a busca por casas e apartamentos de veraneio evidencia uma tendência de turismo e investimento em imóveis localizados em destinos desejados. Viana destaca que, especialmente nesta época do ano, a expectativa de lucratividade para os proprietários é elevada, mas alerta para a necessidade de precaução e contratos bem estabelecidos para garantir uma experiência tranquila durante as festas de final de ano.

Fonte: CRECISP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Foto por Pedro Ribeiro Segundo o Índice FipeZap, os preços de locação residencial no Brasil tiveram um aumento significativo de ...
O mercado imobiliário de São Paulo apresentou quase 16 mil transações de compra e venda de imóveis em Janeiro deste ...
Veja todas as regras do FGTS futuro e saiba os detalhes de como ele funciona nos financiamentos imobiliários ...
O estudo indica que o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção apresentou crescimento de 2,8% no acumulado até ...
Será que podemos ter um novo boom imobiliário no Brasil? Dados recentes apontam venda recorde de novos imóveis, demanda por ...
Foto por Davi Costa No último mês de março, os índices de inflação no Brasil, tanto o IPCA (Índice Nacional ...
Ao mesmo tempo em que vive um bom momento de vendas, setor imobiliário precisa lidar com um entrave: a falta ...
O Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), é um dos ...
Foto por Leohoho O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) registrou um aumento de 1,06% em março de 2024, ...
Foto por Alex Caceres O mercado imobiliário brasileiro continua a apresentar sinais de dinamismo, com o Índice FipeZAP registrando um ...

Banca VGV