Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,75% (20/03/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,64% (04/Abril/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,16% (16/Abril/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,07% (22/03/2024) | IGP-M -0,47% (27/03/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,73% (22/Mar/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,24% (25/Mar/2024) | INCC-DI +0,28% (05/04/2024) | IVAR 1,06% (04/04/2024) |

FGTS Futuro: nova modalidade de financiamento imobiliário deve beneficiar famílias de baixa renda

Compartilhar a notícia

Novas Perspectivas no Crédito Imobiliário com o FGTS Futuro e Outras Iniciativas Habitacionais para 2024.

O cenário habitacional brasileiro está prestes a receber um impulso significativo com a iminente regulamentação do FGTS Futuro, uma medida que promete flexibilidade e acessibilidade ao crédito imobiliário. Em declarações recentes, Hailton Madureira, Secretário Nacional de Habitação do Ministério das Cidades, anunciou que o FGTS Futuro está na fase final de regulamentação e deve ser aprovado na reunião do conselho curador em fevereiro ou março.

O novo mecanismo permitirá que trabalhadores utilizem créditos futuros do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pagar parte das prestações ou amortizar estoque de financiamento habitacional. Essa flexibilidade será aplicada exclusivamente à faixa 1 do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), abrangendo famílias com renda de até R$ 2.640.

“O FGTS Futuro vai trazer novas famílias para dentro do crédito imobiliário”, afirmou Madureira durante um evento do UBS. Ele enfatizou que o governo tem trabalhado para reduzir travas do FGTS sem comprometer sua sustentabilidade, ressaltando que o fundo cresceu mesmo com as mudanças implementadas.

Além do FGTS Futuro, Madureira destacou outras prioridades para 2024, incluindo a implementação do Fundo de Garantia da Habitação Popular (FGHab), com aproximadamente R$ 800 milhões destinados à renda informal. Esta medida tem o potencial de incluir 100 mil famílias que atualmente enfrentam dificuldades para financiar seus imóveis.

Outra iniciativa relevante é a expansão do Minha Casa, Minha Vida Cidades, que visa parcerias do governo federal com Estados e municípios para oferecer subsídios. Essa expansão, direcionada a famílias com renda mensal de até R$ 8 mil, pode reduzir a entrada ou prestações do financiamento.

Rodrigo Wermelinger, diretor-executivo de Habitação da Caixa, afirmou que o MCMV Cidades é uma operação segura do ponto de vista do crédito, proporcionando maior flexibilidade para as famílias de baixa renda. Ele destacou que a Caixa dará suporte à estratégia do governo de retomada do MCMV para a baixa renda, assegurando que a inadimplência está controlada.

Com o orçamento para o MCMV dobrado em relação a 2023, o governo de Luiz Inácio Lula da Silva planeja acelerar as contratações em 2024, não apenas para o público de renda mais baixa, mas também para a classe média. Em meio a um ano eleitoral, as ações visam reaquecer o setor habitacional e proporcionar moradia digna a uma parcela ainda maior da população brasileira. O mercado imobiliário se prepara para um período de transformação e oportunidades.

Fonte: Valor Econômico

___

Fique bem informado sobre o mercado imobiliário através do canal do Portal VGV no WhatsApp. Siga já e receba nosso conteúdo em primeira mão: https://whatsapp.com/channel/0029Va8dBp9LI8YX1F7tpl22

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Foto por Pedro Ribeiro Segundo o Índice FipeZap, os preços de locação residencial no Brasil tiveram um aumento significativo de ...
O mercado imobiliário de São Paulo apresentou quase 16 mil transações de compra e venda de imóveis em Janeiro deste ...
Veja todas as regras do FGTS futuro e saiba os detalhes de como ele funciona nos financiamentos imobiliários ...
O estudo indica que o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção apresentou crescimento de 2,8% no acumulado até ...
Será que podemos ter um novo boom imobiliário no Brasil? Dados recentes apontam venda recorde de novos imóveis, demanda por ...
Foto por Davi Costa No último mês de março, os índices de inflação no Brasil, tanto o IPCA (Índice Nacional ...
Ao mesmo tempo em que vive um bom momento de vendas, setor imobiliário precisa lidar com um entrave: a falta ...
O Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), é um dos ...
Foto por Leohoho O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) registrou um aumento de 1,06% em março de 2024, ...
Foto por Alex Caceres O mercado imobiliário brasileiro continua a apresentar sinais de dinamismo, com o Índice FipeZAP registrando um ...

Banca VGV