Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,75% (20/03/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,64% (04/Abril/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,16% (16/Abril/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,07% (22/03/2024) | IGP-M -0,47% (27/03/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,73% (22/Mar/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,24% (25/Mar/2024) | INCC-DI +0,28% (05/04/2024) | IVAR 1,06% (04/04/2024) |

FGTS e Minha Casa Minha Vida: Crescimento em 2024 com limites e desafios

Compartilhar a notícia

Foto por Flávya Pereira/Money Times

O ano de 2023 foi marcado por uma metamorfose no panorama do mercado imobiliário, impulsionado pela reestruturação do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). As mudanças implementadas não só facilitaram o acesso à moradia, mas também catalisaram o crescimento do setor, criando um ambiente propício para inovações e desafios no decorrer de 2024.

A reformulação do MCMV, com suas taxas de juros mais baixas e ampliação das faixas de preço, sobretudo elevando os subsídios do grupo 1, desempenhou um papel crucial nesse processo. A Caixa Econômica Federal, principal agente financiador do setor, adotou uma postura proativa ao modernizar métodos de avaliação e estender os prazos de financiamento, alinhando-se à dinâmica positiva estabelecida pelo governo.

Além disso, programas locais, como o Casa Fácil no Paraná, surgiram como modelos exemplares para outras regiões do país, demonstrando a eficácia das iniciativas regionais em impulsionar ainda mais o mercado.

No entanto, apesar dos recordes históricos no número total de contratações do MCMV via FGTS, desafios persistem. A preocupação com o orçamento disponível e as possíveis consequências da indisponibilidade de capital ao longo do ano é uma realidade a ser enfrentada. Outra questão crucial é a possível correção anual da inflação para as diferentes faixas de renda em cada grupo do programa, que necessita de atenção para garantir a sustentabilidade a longo prazo.

Uma das contribuições mais significativas para o mercado em 2024 é o ‘FGTS Futuro‘, uma medida destinada a facilitar a compra da casa própria através da utilização de depósitos futuros na composição de renda. Prevista para entrar em vigor nos primeiros meses do ano, essa iniciativa visa aumentar a capacidade de financiamento, especialmente para famílias do grupo 1 do programa habitacional.

A expectativa de crescimento é palpável, com empresas como a MRV projetando um aumento significativo no lançamento de novos empreendimentos para este ano. O mercado de habitação econômica volta a ser atrativo, impulsionando não apenas o setor imobiliário, mas também gerando empregos, urbanização e melhorias sociais.

Entretanto, o dinamismo do mercado estará intrinsecamente ligado à capacidade de financiamento pelo FGTS. Portanto, a variável chave que delineará os limites desse crescimento será a disponibilidade de recursos financeiros e a capacidade de adaptação às mudanças no cenário econômico e regulatório. O mercado imobiliário em 2024 promete ser um campo de inovação e desafios, onde a colaboração entre setor público e privado será essencial para impulsionar o desenvolvimento sustentável do país.

Redação VGV com informações do Estado de S.Paulo

___

Acelere sua Carreira no Mercado Imobiliário com a Banca VGV!

A Banca VGV é a plataforma oficial de vendas dos produtos educacionais do Grupo VGV, sua fonte de conhecimento indispensável para se destacar no mercado imobiliário.

Mais do que uma livraria:

Aqui você encontra livros, cursos, planilhas e muito mais para tornar você em um profissional Acima da Média. Explore as soluções personalizadas para:

  • Corretores de Imóveis: Aprimore suas habilidades, domine as técnicas de venda e feche mais negócios.
  • Imobiliárias: Aumente a rentabilidade do seu negócio com estratégias de gestão e marketing eficazes.
  • Investidores: Inove em seus projetos e processos para se destacar da concorrência.
  • Incorporadoras: Lance empreendimentos de sucesso com base em estudos de mercado e viabilidade.

2 respostas

    1. Olá, Afonso! A Revista VGV está temporariamente suspensa pois estamos dando prioridade a alguns novos projetos de conteúdo em formato audiovisual. Em breve iremos retomá-la. Fique atento às nossas redes sociais para saber de todas as novidades. Grande abraço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Foto por Pedro Ribeiro Segundo o Índice FipeZap, os preços de locação residencial no Brasil tiveram um aumento significativo de ...
O mercado imobiliário de São Paulo apresentou quase 16 mil transações de compra e venda de imóveis em Janeiro deste ...
Veja todas as regras do FGTS futuro e saiba os detalhes de como ele funciona nos financiamentos imobiliários ...
O estudo indica que o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção apresentou crescimento de 2,8% no acumulado até ...
Será que podemos ter um novo boom imobiliário no Brasil? Dados recentes apontam venda recorde de novos imóveis, demanda por ...
Foto por Davi Costa No último mês de março, os índices de inflação no Brasil, tanto o IPCA (Índice Nacional ...
Ao mesmo tempo em que vive um bom momento de vendas, setor imobiliário precisa lidar com um entrave: a falta ...
O Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), é um dos ...
Foto por Leohoho O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) registrou um aumento de 1,06% em março de 2024, ...
Foto por Alex Caceres O mercado imobiliário brasileiro continua a apresentar sinais de dinamismo, com o Índice FipeZAP registrando um ...

Banca VGV