Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,50% (08/Maio/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,74% (05/Junho/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,38% (21/Maio/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,25% (28/Maio/2024) | IGP-M 0,31% (29/04/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +1,11% (28/Maio/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,59% (27/Mai/2024) | INCC-DI +0,86% (07/Junho/2024) | IVAR +0,21% (06/Junho/2024) |

Segundo presidente da CBIC: “A menos que haja algum fato novo, a expectativa é que 2024 seja melhor para mercado imobiliário”

Compartilhar a notícia

Renato Correia, presidente da CBIC, vislumbra uma retomada robusta para o mercado imobiliário em 2024.

Em recente entrevista coletiva, o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Renato Correia, expressou otimismo quanto ao futuro do mercado imobiliário em 2024. Em suas palavras, “a menos que haja algum fato novo, a expectativa é que o ano que vem seja melhor para o mercado”.

Correia destacou a resiliência das vendas em 2023, apontando para um cenário promissor no próximo ano. Um dos fatores citados foi a implementação, em julho, das novas regras do Minha Casa Minha Vida (MCMV), que impulsionaram a retomada dos lançamentos e vendas, evidenciando resultados positivos já neste final de ano.

O segmento de médio e alto padrão também é apontado como beneficiado pelo ciclo de redução da Selic. Prevê-se que esta redução se reflita em uma queda nos juros do crédito habitacional por volta de meados de 2024, fortalecendo ainda mais o mercado.

Além disso, Renato Correia ressaltou a boa performance dos indicadores macroeconômicos do país, com inflação controlada e desemprego em declínio, fatores que, segundo ele, contribuem para a melhoria das atividades econômicas em geral.

Fonte: Estadão Broadcast

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) de maio de 2024 registrou variação de 0,21%, representando uma desaceleração em relação à ...
Entre as capitais, maiores altas dos preços dos imóveis residenciais ocorreram em Curitiba, Goiânia, Maceió, Salvador e ...
Valorização do valor do aluguel comercial também abrangeu preços de venda, que apresentaram a maior variação desde ...
Em comparação a igual período em 2023, o INCC-M de maio 2024 registrou grande descompressão, pois a taxa anualizada em ...
Maiores altas de abril do valor pedido pelo aluguel residencial ocorreram em Fortaleza, Brasília, Florianópolis, Salvador e Curitiba ...
O IPCA de Abril de 2024 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) foi de 0,38% e ficou 0,22 ponto percentual ...
O Comitê de Política Monetária do Banco Central - COPOM - decidiu nesta quarta-feira (8 de Maio) amenizar o ritmo ...
Índice que monitora o preço do aluguel residencial, medido pelo IBRE da Fundação Getúlio Vargas, mostrou incremento significativo em Abril. ...
Com discreta aceleração, o último relatório do Índice FipeZAP mostrou que o preço médio de venda de imóveis residenciais subiu ...
Foto por Charles de Luvio No cenário do mercado imobiliário, a observação atenta dos indicadores econômicos é crucial para entender ...

Banca VGV