Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 11,25% (31/01/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,36% (01/Fevereiro/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,26% (20/Fev/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA -0,09% (27/02/2024) | IGP-M -052 (28/02/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,66% (27Fev/2024) | IPCA 0,42% (08/Fev/2024) | INCC-M +0,20% (26/Fev/2024) | INCC-DI +0,27% (06/02/2024) | IVAR 4,34% (07/02/2024) |

IGP-M registra alta de 0,59% em Novembro

Compartilhar a notícia

Em meio a um cenário econômico dinâmico, o IGP-M avançou para 0,59% em novembro, surpreendendo as expectativas e evidenciando variações expressivas nos preços ao produtor, consumidor e na construção civil.
IGP-M novembro 0,59
Publicidade

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) apresentou um avanço de 0,59% em novembro, conforme dados divulgados hoje pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Esta variação representa um aumento em relação ao índice de outubro, que foi de 0,50%, surpreendendo ligeiramente as expectativas dos analistas consultados pela Reuters, que esperavam um avanço de 0,60%.

O IGP-M, amplamente utilizado como referência para o reajuste de contratos de aluguel, é calculado considerando os preços ao produtor, consumidor e na construção civil, no período entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

Segundo André Braz, coordenador dos índices de preços do FGV Ibre, novembro foi marcado por um “incremento substancial nos preços de commodities componentes do índice ao produtor”. Destacando-se nesse cenário, observou-se um significativo aumento no preço do farelo de soja, café em grão e óleo Diesel, contribuindo para a alta do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M) em 0,71%.

O comportamento do Índice de Preços ao Consumidor (IPC-M), responsável por 30% do IGP-M, também influenciou o resultado global. Em novembro, o IPC-M subiu 0,42%, impulsionado principalmente pelo aumento nos preços de alimentos, destacando-se o aumento de 7,58% no grupo hortaliças e legumes.

Dentre os componentes do IPC-M, merece destaque o comportamento dos serviços bancários, salão de beleza e tarifa de eletricidade residencial, que registraram expressivos aumentos.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M), responsável pelos 10% restantes do IGP-M, apresentou uma variação de 0,10% em novembro, indicando uma ligeira redução em relação ao mês anterior. Os grupos que compõem o INCC-M tiveram diferentes variações, com destaque para a queda nos materiais e equipamentos.

Fonte: FGV

___

Se você atua como proprietário de uma incorporadora, imobiliária ou mesmo como corretor(a) de imóveis e busca insights sobre as perspectivas do mercado imobiliário no Brasil, inscreva-se gratuitamente no Boletim VGV. Receba diretamente em seu e-mail as principais notícias e indicadores que influenciam significativamente o setor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Uso do FGTS futuro pode dar um novo impulso no mercado imobiliário, facilitando a aquisição de imóveis e beneficiando empresas ...
Descobertas recentes mostram que os consumidores estão abertos a receber anúncios. No mercado imobiliário, enfrentar desafios de direcionamento e custos ...
Medida visa atender demanda aquecida por financiamento habitacional e estimular crescimento ...
Valorização de Salas e Conjuntos Comerciais Destaca-se em Diversas ...
Publicidade O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) apresentou um incremento de 0,20% em fevereiro, indicando uma ...
Publicidade Agência da Caixa Econômica Federal – Imagem: Reprodução (Internet) Durante uma reunião conduzida pelo SindusCon-SP e Secovi-SP em 22 ...
Segmento de Luxo e Superluxo Impulsiona Mercado Imobiliário da Capital Paulista, Revela Pesquisa Exclusiva da ...
Em 2024, o mercado imobiliário apresenta preços em alta e oferta limitada, desafiando compradores em busca de oportunidades promissoras....
Mercado imobiliário em São Paulo projeta crescimento em 2024 impulsionado por fatores econômicos favoráveis e mudanças ...
Apesar da alta nos descontos, o número de pessoas que planejam comprar um imóvel recuou. A expectativa para o segundo ...

Banca VGV