Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,75% (20/03/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,64% (04/Abril/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,16% (16/Abril/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,07% (22/03/2024) | IGP-M -0,47% (27/03/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,73% (22/Mar/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,24% (25/Mar/2024) | INCC-DI +0,28% (05/04/2024) | IVAR 1,06% (04/04/2024) |

Pesquisa revela: 37% da geração Z quer comprar imóvel!

Compartilhar a notícia

A geração Z, composta por indivíduos nascidos entre 1995 e 2010, está ingressando no mercado imobiliário com força total, contrariando a fama de desapego e priorização da experiência em detrimento da posse. Segundo pesquisa da Brain Inteligência Estratégica, 37% dos jovens entre 21 e 26 anos desejam comprar um imóvel, impulsionados pelo sonho da casa própria, a busca por independência da casa dos pais e a necessidade de constituir família.

Sustentabilidade e tecnologia: as prioridades da geração Z

Para atender às expectativas desse público exigente, as construtoras estão adaptando seus projetos. A sustentabilidade e a tecnologia se destacam como prioridades para a geração Z. Iniciativas como preservação de áreas verdes, coleta seletiva de lixo e economia de água ganham destaque, assim como a integração de soluções inteligentes, como automação residencial e conectividade de alta velocidade.

Imóveis compactos e bem localizados: a escolha ideal

Os jovens preferem imóveis compactos e funcionais, geralmente em empreendimentos de médio padrão. Studios e apartamentos de um quarto são os mais procurados, principalmente por aqueles que estão saindo da casa dos pais. A localização também é crucial, com prioridade para áreas bem servidas por transporte público, comércio e serviços essenciais.

Lazer e qualidade de vida: diferenciais que atraem a geração Z

Para conquistar a geração Z, as construtoras investem em áreas de lazer completas e bem equipadas, com foco em atividades que promovam a interação entre os moradores. Academias, espaços de coworking, quadras esportivas e áreas gourmet são alguns exemplos. A preocupação com a saúde e o bem-estar também se reflete na busca por espaços verdes e áreas de convivência ao ar livre.

Desafios para o mercado imobiliário: adaptação e atualização constante

Atender às demandas da geração Z exige constante atualização das construtoras. As preferências e comportamentos desse público mudam rapidamente, o que exige um olhar atento às tendências do momento. Projetos com espaços que promovam a interação social, a sustentabilidade e a conectividade serão os mais atrativos para essa geração.

Planejamento a longo prazo: antecipando as necessidades do futuro

O longo tempo de maturação dos projetos imobiliários, de cinco a seis anos em média, torna crucial a capacidade de antecipar as necessidades do futuro. As construtoras que desejam se destacar nesse mercado precisam estar atentas às mudanças sociais e tecnológicas e investir em soluções inovadoras que atendam às expectativas da geração Z.

A entrada da geração Z no mercado imobiliário representa uma oportunidade para as construtoras se reinventarem e adaptarem seus produtos às necessidades de um público conectado, exigente e ávido por experiências personalizadas. A atenção à sustentabilidade, à tecnologia, à localização e à qualidade de vida será fundamental para conquistar esse público e garantir o sucesso dos empreendimentos futuros.

Redação VGV com informações do Extra Globo

___

Fique bem informado sobre o mercado imobiliário através do canal do Portal VGV no WhatsApp. Siga já e receba nosso conteúdo em primeira mão: https://whatsapp.com/channel/0029Va8dBp9LI8YX1F7tpl22

2 respostas

  1. Desde que conheci o grupo VGV em 2017 num Congresso em Cabo Frio, não deixo mais de acompanha-los e me atualizar sobre tudo o que envolve o mercado imobiliário. O trabalho de vocês em prol do setor é simplesmente fantástico, preciso, 100% informativo e sempre trazendo as novidades sobre o mercado.
    Parabéns pelo excelente trabalho e por agregar tanto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Foto por Pedro Ribeiro Segundo o Índice FipeZap, os preços de locação residencial no Brasil tiveram um aumento significativo de ...
O mercado imobiliário de São Paulo apresentou quase 16 mil transações de compra e venda de imóveis em Janeiro deste ...
Veja todas as regras do FGTS futuro e saiba os detalhes de como ele funciona nos financiamentos imobiliários ...
O estudo indica que o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção apresentou crescimento de 2,8% no acumulado até ...
Será que podemos ter um novo boom imobiliário no Brasil? Dados recentes apontam venda recorde de novos imóveis, demanda por ...
Foto por Davi Costa No último mês de março, os índices de inflação no Brasil, tanto o IPCA (Índice Nacional ...
Ao mesmo tempo em que vive um bom momento de vendas, setor imobiliário precisa lidar com um entrave: a falta ...
O Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), é um dos ...
Foto por Leohoho O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) registrou um aumento de 1,06% em março de 2024, ...
Foto por Alex Caceres O mercado imobiliário brasileiro continua a apresentar sinais de dinamismo, com o Índice FipeZAP registrando um ...

Banca VGV