Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,50% (08/Maio/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,66% (07/Maio/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,38% (21/Maio/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,02% (23/Abril/2024) | IGP-M 0,31% (29/04/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,63% (23/Abril/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,59% (27/Mai/2024) | INCC-DI +0,52% (08/Maio/2024) | IVAR +1,40% (07/Maio/2024) |

Percepção dos Brasileiros sobre Preços de Imóveis Mostra Mudanças no 2º Trimestre de 2023

Compartilhar a notícia

Pesquisa da DataZap revela alterações nas opiniões da população brasileira em relação aos valores dos imóveis e destaca tendências e reflexos no mercado imobiliário
Percepção dos Brasileiros sobre Preços de Imóveis Mostra Mudanças no 2º Trimestre de 2023

Pesquisa da DataZap revela alterações nas opiniões da população brasileira em relação aos valores dos imóveis e destaca tendências e reflexos no mercado imobiliário

Levantamento realizado pela DataZap e destacada no relatório Raio-X FipeZAP+ do 2º trimestre de 2023 revelou mudanças significativas na percepção da população brasileira em relação aos preços dos imóveis. Comparando com o mesmo período do ano anterior, houve uma mudança notável nos sentimentos dos participantes em relação aos valores imobiliários.

A pesquisa, que contou com a participação de 1.139 respondentes, também trouxe à tona outros insights interessantes. O grupo que considerava os preços “razoáveis” apresentou um leve aumento, passando de 17% no 2º trimestre de 2022 para 18% no mesmo período de 2023. Além disso, observou-se um incremento na parcela da população que enxergava os preços como “baixos ou muito baixos”, subindo de 2% para 4% ao longo do último ano.

No 2º trimestre de 2022, um total de 76% dos participantes da pesquisa considerava os preços dos imóveis “altos ou muito altos”. No entanto, no mesmo período deste ano, essa porcentagem registrou uma diminuição, alcançando 72%. Os resultados indicam uma evolução nas percepções, possivelmente influenciadas por diversos fatores que têm moldado o cenário imobiliário.

“Esses resultados refletem a complexidade do mercado imobiliário brasileiro e a interação de fatores econômicos, sociais e políticos que moldam a percepção das pessoas em relação aos preços dos imóveis. Levantamentos como esses são de extrema importância para a compreensão das tendências do mercado imobiliário, que está em constante evolução”, comenta José Luiz Camarero Neto, sócio da construtora Bild e Vitta.

Essa nova percepção da população chega em um momento estratégico para as construtoras e incorporadoras, em razão das novas regras do programa Minha Casa Minha Vida, que recentemente passou por mudanças em seu teto de valores para imóveis elegíveis para financiamento. Desde julho, o limite subiu de R$ 264 mil para até R$ 350 mil. 

“Com a queda na taxa de juros (Selic) a taxa de juros do financiamento imobiliário são diretamente afetadas e isso desperta o interesse de quem deseja conquistar o tão sonhado imóvel já que as condições tendem a ficar mais favoráveis”, finaliza Neto.

Fonte: Bild Desenvolvimento Imobiliário

Fique atualizado com o melhor da central de conhecimento do mercado imobiliário! Conheça cursos exclusivos e as melhores publicações do setor na banca VGV.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Assine GRÁTIS e receba nossos conteúdos em seu e-mail

Últimas publicações

Veja mais

Em comparação a igual período em 2023, o INCC-M de maio 2024 registrou grande descompressão, pois a taxa anualizada em ...
Maiores altas de abril do valor pedido pelo aluguel residencial ocorreram em Fortaleza, Brasília, Florianópolis, Salvador e Curitiba ...
O IPCA de Abril de 2024 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) foi de 0,38% e ficou 0,22 ponto percentual ...
O Comitê de Política Monetária do Banco Central - COPOM - decidiu nesta quarta-feira (8 de Maio) amenizar o ritmo ...
Índice que monitora o preço do aluguel residencial, medido pelo IBRE da Fundação Getúlio Vargas, mostrou incremento significativo em Abril. ...
Com discreta aceleração, o último relatório do Índice FipeZAP mostrou que o preço médio de venda de imóveis residenciais subiu ...
Foto por Charles de Luvio No cenário do mercado imobiliário, a observação atenta dos indicadores econômicos é crucial para entender ...
Foto por Scott Blake O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) revelou um panorama interessante para o ...
Foto por All Bong No panorama do mercado imobiliário comercial brasileiro, o último mês de março de 2024 trouxe uma ...
Foto por Amanda Lins O panorama econômico do mercado imobiliário permanece em destaque à medida que os índices econômicos continuam ...

Banca VGV