Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,50% (08/Maio/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,66% (07/Maio/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,38% (21/Maio/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,25% (28/Maio/2024) | IGP-M 0,31% (29/04/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +1,11% (28/Maio/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,59% (27/Mai/2024) | INCC-DI +0,52% (08/Maio/2024) | IVAR +1,40% (07/Maio/2024) |

Novo cálculo do INCC irá considerar distinção entre padrões construtivos

Compartilhar a notícia

Índice Nacional de Custo da Construção passará por uma importante atualização a partir de Julho. Novo cálculo do INCC irá considerar agora as diferenças entre padrões construtivos. Saiba mais.
Novo cálculo do INCC

Índice Nacional de Custo da Construção passará por uma importante atualização a partir de Julho. Novo cálculo do INCC irá considerar agora as diferenças entre padrões construtivos. Saiba mais.

O novo cálculo do INCC é um assunto que vem chamando atenção de muitos empresários do setor imobiliário recentemente, e isso não é de se estranhar. Afinal, a construção civil é uma atividade que engloba diversas outras atividades que estão em constante mudança. Nada mais natural que o principal índice que acompanha os custos da construção (e que corrige muitos contratos) acompanhe estas mudanças.

O que o novo cálculo do INCC tem de novidade?

A atualização mais importante do momento diz respeito aos padrões construtivos do conjunto de obras que ajudam a embasar o cálculo do INCC. A partir de Julho de 2023 o INCC terá uma nova estrutura de ponderação.

O INCC agora será apresentado por padrão construtivo, considerando os padrões Econômico, Médio e Alto. Estas segmentações já são praxe no mercado imobiliário brasileiro em geral, portanto deve ser de fácil entendimento e interpretação de acordo com o perfil de cada obra. 

A forma de contratação e gerenciamento da mão de obra também estão entre os itens que sofreram atualizações na metodologia de cálculo do INCC dentro desta nova estrutura. A partir de agora, a coleta de informações sobre o preço da mão de obra será executada diretamente pelas empresas prestadoras de serviços, e não será mais baseada somente em acordos coletivos como no passado.

No contexto geral, de acordo com o informado pelo próprio Ibre (Instituto Brasileiro de Economia), órgão da FGV (Fundação Getúlio Vargas) responsável pelo cálculo do INCC, o índice de cada cidade será calculado a partir da média ponderada dos padrões, e o índice final será obtido considerando o peso de cada capital.

Como o INCC é calculado?

Entender a metodologia de cálculo do INCC não é tarefa das mais simples. O índice considera materiais, equipamentos, serviços e uma série de itens utilizados em obras. Além disso, trabalha com um sistema de pesos considerando estes elementos, além das cidades pesquisadas que compõem o índice e, agora, os padrões construtivos. Para entender a metodologia de cálculo do INCC de forma mais completa, já considerando as mais recentes atualizações, recomendamos que acesse diretamente a nota metodológica do INCC diretamente no site do próprio Ibre/FGV.

Por que o cálculo do INCC foi atualizado agora?

O Ibre/FGV explicou a mudança no cálculo do INCC da seguinte forma: “Como em qualquer grande setor da atividade econômica, a estrutura de custos da construção civil vem mudando ao longo do tempo, ao sabor das inovações tecnológicas, nos materiais utilizados e nos processos produtivos. Essas mudanças demandam revisões metodológicas, necessárias para manter a aderência do índice à evolução dos custos da construção civil brasileira.”

O programa Minha Casa Minha Vida e o cálculo do INCC

A atualização do cálculo do INCC chega em um momento onde o programa Minha Casa Minha Vida, recém-lançado, vem assumindo um grande protagonismo no planejamento de muitas incorporadoras e, consequentemente, construtoras Brasil afora. 

Após passar por importantes atualizações, especialmente no que diz respeito ao valor teto dos imóveis, estima-se no mercado imobiliário que haja um novo boom de lançamentos de imóveis econômicos enquadrados no programa. Portanto, a ponderação por padrão construtivo provavelmente passará a refletir com mais clareza a realidade do cenário de custos das obras, permitindo que empresas possam planejar melhor e reajustar adequadamente seus contratos.

O que é o INCC e para que serve?

INCC significa Índice Nacional de Custo da Construção, elaborado pela Fundação Getúlio Vargas. Tem a finalidade de apurar a evolução dos custos das construções habitacionais. Usualmente é utilizado para correção dos contratos de compra de imóveis, enquanto a obra está em execução.

A apuração abrange materiais e equipamentos, serviços e mão-de-obra da construção. Atualmente a coleta de dados é feita em 7 capitais do Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Porto Alegre e Brasília).

Quando foi criado o INCC?

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) foi criado em 1944 pelo Instituto Brasileiro de Economia, unidade da Fundação Getulio Vargas (FGV) que tem por missão pesquisar, analisar, produzir e disseminar estatísticas macroeconômicas e pesquisas econômicas aplicadas, de alta qualidade, que sejam relevantes para o aperfeiçoamento das políticas públicas ou da ação privada na economia brasileira, estimulando o desenvolvimento econômico e o bem-estar social do país.

Desde a sua criação, o INCC se consolidou como um dos mais importantes indicadores de preços para o segmento. Além disso, o INCC é também um dos componentes do Índice Geral de Preços (IGP) do FGV IBRE.

Quais cidades o INCC considera em seu cálculo?

Atualmente, o INCC é estimado para sete capitais brasileiras: três no Sudeste (Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte), duas no Nordeste (Recife e Salvador), uma no Centro-Oeste (Brasília) e uma no Sul (Porto Alegre).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Valorização do valor do aluguel comercial também abrangeu preços de venda, que apresentaram a maior variação desde ...
Em comparação a igual período em 2023, o INCC-M de maio 2024 registrou grande descompressão, pois a taxa anualizada em ...
Maiores altas de abril do valor pedido pelo aluguel residencial ocorreram em Fortaleza, Brasília, Florianópolis, Salvador e Curitiba ...
O IPCA de Abril de 2024 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) foi de 0,38% e ficou 0,22 ponto percentual ...
O Comitê de Política Monetária do Banco Central - COPOM - decidiu nesta quarta-feira (8 de Maio) amenizar o ritmo ...
Índice que monitora o preço do aluguel residencial, medido pelo IBRE da Fundação Getúlio Vargas, mostrou incremento significativo em Abril. ...
Com discreta aceleração, o último relatório do Índice FipeZAP mostrou que o preço médio de venda de imóveis residenciais subiu ...
Foto por Charles de Luvio No cenário do mercado imobiliário, a observação atenta dos indicadores econômicos é crucial para entender ...
Foto por Scott Blake O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) revelou um panorama interessante para o ...
Foto por All Bong No panorama do mercado imobiliário comercial brasileiro, o último mês de março de 2024 trouxe uma ...

Banca VGV