Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,75% (20/03/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,64% (04/Abril/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,16% (16/Abril/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,07% (22/03/2024) | IGP-M -0,47% (27/03/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,73% (22/Mar/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,24% (25/Mar/2024) | INCC-DI +0,28% (05/04/2024) | IVAR 1,06% (04/04/2024) |

Navegando o Novo Acordo de Comissão da National Association of Realtors: Insights de um Corretor Imobiliário da Florida (USA) – por Daniel Ickowicz

Compartilhar a notícia

Por volta de 90% das vendas de imóveis nos Estados Unidos são realizadas por corretores imobiliários afiliados à National Association of Realtors (NAR). A organização, a maior associação profissional do país e uma das maiores do mundo, exige que os vendedores de imóveis aceitem uma taxa de comissão antes de listar as casas na sua base de dados, conhecida como Multiple Listing Service, ou MLS.

À medida que a indústria imobiliária continua a evoluir, também evoluem as regulamentações e diretrizes que a regem. Recentemente, a NAR introduziu um novo acordo de comissão, gerando discussões e debates em toda a comunidade imobiliária. Como corretores imobiliários, é crucial para nós entendermos as implicações dessas mudanças e como elas podem afetar nossos negócios e clientes.

O acordo de comissão da NAR visa abordar preocupações relacionadas à transparência e competição dentro do mercado imobiliário. Em um desdobramentro recente, a NAR propôs mudanças significativas que irão impactar profissionais do setor imobiliário.

Na sexta-feira, 15 de março, a NAR anunciou um acordo legal que encerraria as ações judiciais feitas em nome dos vendedores de imóveis relacionadas às comissões de corretores. A Associação acordou a resolução de uma série de processos por meio de um pagamento de $418 milhões de dólares em danos. Além disso, a NAR irá eliminar suas normas sobre comissões. O acordo resolveria alegações contra a NAR, mais de um milhão de seus membros, todas as associações estaduais e locais de corretores de imóveis, todos os MLSs de propriedade da associação e todas as corretoras com um membro da NAR como principal que tiveram um volume de transações residenciais em 2022 inferior a $2 bilhões de dólares. O acordo ainda precisa ser aprovado por um tribunal federal.

Do ponto de vista de um corretor imobiliário, o novo acordo de comissão traz desafios e oportunidades. Por um lado, a transparência aumentada pode levar a uma maior escrutínio por parte dos clientes e concorrentes. Os corretores precisarão justificar suas taxas de comissão e demonstrar o valor que oferecem ao longo do processo de compra e venda. Isso poderia significar investir mais tempo e recursos em esforços de marketing, comunicação com o cliente e estratégias de negociação para se diferenciarem em um mercado mais transparente.

Por outro lado, o acordo de comissão apresenta uma oportunidade para os corretores mostrarem sua expertise e profissionalismo. Ao abraçar a transparência e divulgar abertamente as divisões de comissão, os corretores podem construir confiança com os clientes e se posicionar como parceiros honestos e confiáveis na transação imobiliária. Além disso, os corretores que consistentemente entregam um serviço e resultados excepcionais, provavelmente prosperarão nesse novo ambiente, à medida que os clientes satisfeitos se tornam defensores de seus negócios.

É importante que os corretores comuniquem abertamente com seus clientes sobre as implicações do acordo de comissão da NAR e como isso pode impactar suas transações imobiliárias. Ao abordar proativamente quaisquer perguntas ou preocupações, os corretores podem tranquilizar os clientes e fortalecer seus relacionamentos.

Além disso, os corretores devem se manter informados sobre quaisquer mudanças ou atualizações regulatórias adicionais relacionadas ao acordo de comissão. Permanecer vigilante e adaptável às normas da indústria em constante evolução será essencial para o sucesso a longo prazo.

Em conclusão, o novo acordo de comissão da NAR representa uma mudança significativa no cenário imobiliário, enfatizando a transparência e o empoderamento do consumidor. Embora possa apresentar desafios para os corretores, também oferece oportunidades para demonstrar profissionalismo, construir confiança e oferecer um serviço excepcional aos clientes. Ao abraçar a transparência e se manter informado, os corretores americanos podem navegar por este novo terreno com confiança e continuar a prosperar no setor imobiliário.

Daniel Ickowicz é CEO da Elite International Realty, consultoria especializada em compra, venda e aluguel de imóveis, com sede em Miami. Considerada pelos incorporadores da Flórida como uma das mais dinâmicas e eficientes imobiliárias em atividade, a empresa atua há 3 décadas na Florida e conta com uma equipe de vendas de mais de 80 corretores.

Entre suas principais funções estão avaliar e planejar estratégias de vendas, assegurar o cumprimento das metas e avaliar melhores práticas de mercado e implantá-las. Outras funções incluem definir políticas, estratégias e objetivos, planejando, organizando, dirigindo e controlando atividades que abrangem projetos comerciais, assim como acordos e condições de vendas no lançamento de produtos imobiliários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Foto por Pedro Ribeiro Segundo o Índice FipeZap, os preços de locação residencial no Brasil tiveram um aumento significativo de ...
O mercado imobiliário de São Paulo apresentou quase 16 mil transações de compra e venda de imóveis em Janeiro deste ...
Veja todas as regras do FGTS futuro e saiba os detalhes de como ele funciona nos financiamentos imobiliários ...
O estudo indica que o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção apresentou crescimento de 2,8% no acumulado até ...
Será que podemos ter um novo boom imobiliário no Brasil? Dados recentes apontam venda recorde de novos imóveis, demanda por ...
Foto por Davi Costa No último mês de março, os índices de inflação no Brasil, tanto o IPCA (Índice Nacional ...
Ao mesmo tempo em que vive um bom momento de vendas, setor imobiliário precisa lidar com um entrave: a falta ...
O Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), é um dos ...
Foto por Leohoho O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) registrou um aumento de 1,06% em março de 2024, ...
Foto por Alex Caceres O mercado imobiliário brasileiro continua a apresentar sinais de dinamismo, com o Índice FipeZAP registrando um ...

Banca VGV