Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 11,25% (31/01/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,36% (01/Fevereiro/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,26% (20/Fev/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA -0,09% (27/02/2024) | IGP-M -052 (28/02/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,66% (27Fev/2024) | IPCA 0,42% (08/Fev/2024) | INCC-M +0,20% (26/Fev/2024) | INCC-DI +0,27% (06/02/2024) | IVAR 4,34% (07/02/2024) |

Mercado imobiliário de São Paulo registra forte crescimento em outubro

Compartilhar a notícia

Vendas de imóveis residenciais novos na cidade de São Paulo crescem 26,9%, e lançamentos sobem 70,4%, segundo dados do SECOVI-SP.
Mercado imobiliário de São Paulo registra forte crescimento em outubro
Publicidade

O mercado imobiliário de São Paulo registrou forte crescimento em outubro, com alta de 26,9% nas vendas de imóveis residenciais novos em comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo dados do SECOVI-SP.

O resultado foi impulsionado por uma série de fatores, incluindo a melhora nas condições de aquisição de moradias dentro do Minha Casa Minha Vida (MCMV) e as perspectivas de queda de juros no financiamento de moradias de médio e alto padrão nos próximos meses.

No caso do MCMV, o governo federal anunciou em setembro um novo programa de financiamento imobiliário, que prevê taxas de juros mais baixas e prazos de pagamento mais longos. Essas mudanças tornaram o programa mais acessível a um número maior de famílias.

Além disso, o Banco Central sinalizou que deve reduzir a taxa básica de juros (Selic) nos próximos meses. Isso também deve estimular o mercado imobiliário, pois tornará o financiamento imobiliário mais barato.

Os lançamentos de imóveis residenciais novos também cresceram em outubro, com alta de 70,4%. Esse resultado indica uma visão mais positiva dos empresários do setor imobiliário, que estavam postergando novos projetos nos meses anteriores.

O estoque de imóveis residenciais novos diminuiu 6,1% em um ano, para 61.452 unidades. Desse total, 65% são unidades de média e alto padrão.

“O crescimento do mercado imobiliário em outubro é um sinal positivo da recuperação da economia brasileira”, disse o presidente do SECOVI-SP, Sebastião Leite. “A melhora nas condições de aquisição de moradias e as perspectivas de queda de juros devem continuar impulsionando o setor nos próximos meses.”

Fonte: O Estado de São Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Uso do FGTS futuro pode dar um novo impulso no mercado imobiliário, facilitando a aquisição de imóveis e beneficiando empresas ...
Descobertas recentes mostram que os consumidores estão abertos a receber anúncios. No mercado imobiliário, enfrentar desafios de direcionamento e custos ...
Medida visa atender demanda aquecida por financiamento habitacional e estimular crescimento ...
Valorização de Salas e Conjuntos Comerciais Destaca-se em Diversas ...
Publicidade O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) apresentou um incremento de 0,20% em fevereiro, indicando uma ...
Publicidade Agência da Caixa Econômica Federal – Imagem: Reprodução (Internet) Durante uma reunião conduzida pelo SindusCon-SP e Secovi-SP em 22 ...
Segmento de Luxo e Superluxo Impulsiona Mercado Imobiliário da Capital Paulista, Revela Pesquisa Exclusiva da ...
Em 2024, o mercado imobiliário apresenta preços em alta e oferta limitada, desafiando compradores em busca de oportunidades promissoras....
Mercado imobiliário em São Paulo projeta crescimento em 2024 impulsionado por fatores econômicos favoráveis e mudanças ...
Apesar da alta nos descontos, o número de pessoas que planejam comprar um imóvel recuou. A expectativa para o segundo ...

Banca VGV