Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,75% (20/03/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,64% (04/Abril/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,16% (16/Abril/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,07% (22/03/2024) | IGP-M -0,47% (27/03/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,73% (22/Mar/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,24% (25/Mar/2024) | INCC-DI +0,28% (05/04/2024) | IVAR 1,06% (04/04/2024) |

Imóveis usados se destacam como boa opção para moradia e investimentos, aponta pesquisa

Compartilhar a notícia

Mercado imobiliário paulista segue apresentando bons números e os imóveis usados se destacam como opção para moradia ou investimento
Imóveis usados se destacam como boa opção para moradia e investimentos, aponta pesquisa

Mercado imobiliário paulista segue apresentando bons números e os imóveis usados se destacam como opção para moradia ou investimento

Mesmo com taxas de juros que insistem em não cair, dificultando o acesso aos financiamentos, o mercado imobiliário paulista tem registrado bons resultados em 2023.

No 5º mês do ano, vendas e locações de casas e apartamentos usados somaram índices positivos, colocando esse segmento na mira de investidores e de famílias que procuram pela casa própria.

De abril para maio, a Pesquisa feita pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de SP (CRECI SP) com 782 imobiliárias apontou um crescimento de 7,46% no total de imóveis vendidos, acumulando alta de 22,62% em 2023.

O volume de propriedades alugadas também aumentou nesse período: o índice ficou 12,11% maior entre abril e maio e positivo em 20,43% no acumulado do ano.

Dividido em 4 regiões, o Estado de São Paulo só apresentou queda nas vendas da Grande São Paulo, de -18,96%; e nas locações do Litoral, de -4,37%.

As vendas em alta na Capital (+7,15%); no Interior (+32,96%) e no Litoral (+3,91%) sinalizam que retorna a confiança na política econômica do governo.

Um número maior de contratos de locação também foi assinado em maio na comparação com abril. Os índices estão positivos na Capital (+12,12%); Interior (+2,64%) e Grande São Paulo (+38,64%).

A disputa entre negócios fechados à vista ou por crédito imobiliário concedido pela CAIXA e por bancos privados fechou maio quase em empate: 49,63% das vendas foram por financiamento e 48,37% à vista. O restante dos negócios foi feito por parcelamento direto com o proprietário (1,75%) e por consórcios (0,25%).

No quesito garantias de locação, fiador e seguro fiança também empataram na preferência dos inquilinos, registrando percentuais de 33,35% e 33,02% na Pesquisa do CRECISP. O restante dos locatários preferiu os depósitos em poupança (20,01%), a caução de imóveis (5,24%) e a cessão fiduciária (1%), além de 7,38% dos contratos que foram fechados sem garantia locatícia.

Após 5 meses, com queda nas vendas de apenas -3,43% em abril e de redução no número de novos alugueis de -29,03% (somando os meses de março e abril), o mercado de casas e apartamentos usados segue firme como boa opção para moradia ou investimento.

Se você é corretor de imóveis, imobiliária ou incorporadora, acompanhe os principais indicadores do mercado imobiliário no Boletim VGV.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Foto por Pedro Ribeiro Segundo o Índice FipeZap, os preços de locação residencial no Brasil tiveram um aumento significativo de ...
O mercado imobiliário de São Paulo apresentou quase 16 mil transações de compra e venda de imóveis em Janeiro deste ...
Veja todas as regras do FGTS futuro e saiba os detalhes de como ele funciona nos financiamentos imobiliários ...
O estudo indica que o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção apresentou crescimento de 2,8% no acumulado até ...
Será que podemos ter um novo boom imobiliário no Brasil? Dados recentes apontam venda recorde de novos imóveis, demanda por ...
Foto por Davi Costa No último mês de março, os índices de inflação no Brasil, tanto o IPCA (Índice Nacional ...
Ao mesmo tempo em que vive um bom momento de vendas, setor imobiliário precisa lidar com um entrave: a falta ...
O Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), é um dos ...
Foto por Leohoho O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) registrou um aumento de 1,06% em março de 2024, ...
Foto por Alex Caceres O mercado imobiliário brasileiro continua a apresentar sinais de dinamismo, com o Índice FipeZAP registrando um ...

Banca VGV