Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,50% (08/Maio/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,66% (07/Maio/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,38% (21/Maio/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,25% (28/Maio/2024) | IGP-M 0,31% (29/04/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +1,11% (28/Maio/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,59% (27/Mai/2024) | INCC-DI +0,52% (08/Maio/2024) | IVAR +1,40% (07/Maio/2024) |

IGP-M se recupera e sobe 0,31% em abril

Compartilhar a notícia

Foto por Charles de Luvio

No cenário do mercado imobiliário, a observação atenta dos indicadores econômicos é crucial para entender os movimentos de preços e suas influências nas transações imobiliárias. Em abril, o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) trouxe dados que demandam análise cuidadosa, revelando uma inversão em relação ao mês anterior e acumulando variações significativas nos últimos 12 meses.

Análise do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M):

O IGP-M, referência importante para o mercado, registrou uma variação de 0,31% em abril, revertendo a tendência de queda observada em março (-0,47%). Apesar desse avanço mensal, o índice acumula uma queda de -0,60% no ano e de expressivos -3,04% nos últimos 12 meses. Comparando com abril de 2023, os números revelam uma mudança significativa, com uma taxa de -0,95% naquele período.

Impacto nos Produtos Essenciais e na Construção Civil:

O coordenador dos Índices de Preços, André Braz, destacou que várias commodities essenciais apresentaram movimentações notáveis. O cacau, café e soja foram alguns dos produtos que registraram aumentos significativos, enquanto o minério de ferro teve uma redução menos acentuada. Na construção civil, o grupo mão de obra foi um dos destaques, com uma taxa de variação que subiu consideravelmente.

Análise por Estágios de Processamento:

Dentro do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), os estágios de processamento apresentaram comportamentos distintos. Bens Finais e Bens Intermediários registraram aumentos em suas taxas, enquanto Matérias-Primas Brutas apresentou uma alta em abril, impulsionada por itens como o minério de ferro e a soja.

Evolução do Índice de Preços ao Consumidor (IPC):

No Índice de Preços ao Consumidor, a variação de 0,32% em abril evidenciou avanços em várias classes de despesa, como Alimentação, Saúde e Cuidados Pessoais, e Habitação. Por outro lado, grupos como Transportes e Vestuário apresentaram recuos em suas taxas de variação.

Impacto no Índice Nacional de Custo da Construção (INCC):

O Índice Nacional de Custo da Construção registrou uma alta em abril, com destaque para o grupo de Mão de Obra, que apresentou um novo avanço, refletindo possíveis pressões nos custos de construção.

Variação% acumulada em 12 meses

O acompanhamento do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) e seus desdobramentos nos diversos setores da economia é fundamental para entender as dinâmicas do mercado imobiliário. Os números observados em abril indicam uma série de fatores em jogo, desde a volatilidade dos preços das commodities até os reflexos nos custos de construção, sinalizando a necessidade de análises contínuas para orientar decisões no mercado imobiliário.

Redação VGV com informações da FGV

___

Como acompanhar os principais indicadores do mercado imobiliário?

Se você que saber os principais índices do mercado imobiliário, assine gratuitamente o Boletim VGV, nossa newsletter quinzenal com as principais atualizações do setor.

Caso você seja dono de incorporadora e esteja buscando agência de marketing imobiliário para construtoras e incorporadoras, temos soluções específicas para lhe apoiar em seus negócios imobiliários. Fale com nosso time.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Valorização do valor do aluguel comercial também abrangeu preços de venda, que apresentaram a maior variação desde ...
Em comparação a igual período em 2023, o INCC-M de maio 2024 registrou grande descompressão, pois a taxa anualizada em ...
Maiores altas de abril do valor pedido pelo aluguel residencial ocorreram em Fortaleza, Brasília, Florianópolis, Salvador e Curitiba ...
O IPCA de Abril de 2024 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) foi de 0,38% e ficou 0,22 ponto percentual ...
O Comitê de Política Monetária do Banco Central - COPOM - decidiu nesta quarta-feira (8 de Maio) amenizar o ritmo ...
Índice que monitora o preço do aluguel residencial, medido pelo IBRE da Fundação Getúlio Vargas, mostrou incremento significativo em Abril. ...
Com discreta aceleração, o último relatório do Índice FipeZAP mostrou que o preço médio de venda de imóveis residenciais subiu ...
Foto por Charles de Luvio No cenário do mercado imobiliário, a observação atenta dos indicadores econômicos é crucial para entender ...
Foto por Scott Blake O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) revelou um panorama interessante para o ...
Foto por All Bong No panorama do mercado imobiliário comercial brasileiro, o último mês de março de 2024 trouxe uma ...

Banca VGV