Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 11,25% (31/01/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,36% (01/Fevereiro/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,26% (20/Fev/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA -0,09% (27/02/2024) | IGP-M -052 (28/02/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,66% (27Fev/2024) | IPCA 0,42% (08/Fev/2024) | INCC-M +0,20% (26/Fev/2024) | INCC-DI +0,27% (06/02/2024) | IVAR 4,34% (07/02/2024) |

Declaração de inocorrência, por que fazê-la?

Compartilhar a notícia

Publicidade

A Lei nº 9.613, de 03/março/1998, criou o COAF – Conselho de Controle de Atividades
Financeiras e definiu os crimes de “lavagem” de dinheiro ou ocultação de bens, direitos e valores. De
igual forma, estabeleceu as penas aplicáveis não apenas aos que cometem os crimes nela previstos,
mas também a quem com eles colabora, por qualquer meio. As penas vão desde reclusão por até 10
anos (pode ser aumentada em até dois terços),sequestro de valores e bens, que podem ser alienados
antes da finalização do processo, e multa de até R$ 20 milhões.


A Lei também prevê punições, como a interdição ao exercício de cargo ou função
pública e a cargos de direção, além da participação em conselhos de administração ou gerência de
pessoas jurídicas relacionadas no artigo 9º da lei. Dentre elas, no inciso XV, “as pessoas físicas ou
jurídicas que exerçam atividades de promoção imobiliária ou compra e venda de imóveis”. A lei
sancionada em 1998 previa obrigações apenas às pessoas jurídicas. Todavia a Lei nº 12.683/2022
incluiu os profissionais, pessoas naturais, de todas as atividades imbricadas.


Sendo assim, não apenas empresas de promoção imobiliária, como também todos os
profissionais deste segmento de mercado, sujeitam-se à lei. Às Imobiliárias e Corretores de Imóveis,
na condição de operadores de um mercado altamente suscetível à lavagem de dinheiro, incumbe a
obrigação de informar qualquer proposta ou operação por eles intermediada que se enquadre como
suspeita de servir aos crimes previstos na Lei. Ao Sistema Cofeci-Creci, organismo que controla as
atividades de corretagem, cabe auxiliar o Coaf na fiscalização.


O Art. 14 da Lei, em seu caput, cria o COAF e estabelece suas competências. Porém o
seu §1º está assim redigido: “As instruções referidas no art. 10 destinadas às pessoas mencionadas
no art. 9º, para as quais não exista órgão fiscalizador ou regulador, serão expedidas pelo COAF,
competindo-lhe, para esses casos, a definição das pessoas abrangidas e a aplicação das sanções
enumeradas no art. 12”. Ou seja, a fiscalização e eventual punição cabem ao COAF. Contudo, havendo
órgão próprio de controle, como o sistema Cofeci-Creci, cabem a este.


Assim, residualmente, a Lei incumbe o Sistema Cofeci-Creci da obrigação de fiscalizar
e, eventualmente, punir seus inscritos, também nos casos de lavagem de dinheiro. Eu entendo que é
melhor assim. É preferível ser julgado pelos próprios pares, que conhecem nossas vicissitudes, do que
por um colegiado insensível a elas. Além das penas já citadas, Corretores de Imóveis podem ter a
inscrição suspensa ou cassada e ser impedidos de gerir empresas. Não vale a pena desatender à Lei!
Nossa obrigação é só informar se houve ou não operações suspeitas.


A lei não proíbe receber proposta de mediação ou intermediar operações suspeitas.
Porém, nestes casos, temos de informá-las ao COAF, sob sigilo. Não as havendo, nossa obrigação é
fazer a declaração de não ocorrência (de proposta ou de operação suspeita de lavagem de dinheiro),
no site do Cofeci, até 31 de janeiro. Por enquanto, o desatendimento legal tem sido tolerado.
Entretanto, depois de 25 anos de vigência de Lei, não há justificativa para sua ignorância. As punições
terão de ser aplicadas. Não deixe de declarar!

João Teodoro da Silva
Presidente – Sistema Cofeci-Creci – 13/JAN/2024

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Uso do FGTS futuro pode dar um novo impulso no mercado imobiliário, facilitando a aquisição de imóveis e beneficiando empresas ...
Descobertas recentes mostram que os consumidores estão abertos a receber anúncios. No mercado imobiliário, enfrentar desafios de direcionamento e custos ...
Medida visa atender demanda aquecida por financiamento habitacional e estimular crescimento ...
Valorização de Salas e Conjuntos Comerciais Destaca-se em Diversas ...
Publicidade O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M) apresentou um incremento de 0,20% em fevereiro, indicando uma ...
Publicidade Agência da Caixa Econômica Federal – Imagem: Reprodução (Internet) Durante uma reunião conduzida pelo SindusCon-SP e Secovi-SP em 22 ...
Segmento de Luxo e Superluxo Impulsiona Mercado Imobiliário da Capital Paulista, Revela Pesquisa Exclusiva da ...
Em 2024, o mercado imobiliário apresenta preços em alta e oferta limitada, desafiando compradores em busca de oportunidades promissoras....
Mercado imobiliário em São Paulo projeta crescimento em 2024 impulsionado por fatores econômicos favoráveis e mudanças ...
Apesar da alta nos descontos, o número de pessoas que planejam comprar um imóvel recuou. A expectativa para o segundo ...

Banca VGV