Logo Grupo VGV horizontal
CONFIRA OS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO IMOBILIÁRIO | SELIC 10,75% (20/03/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL VENDA +0,64% (04/Abril/2024) | FIPEZAP+ RESIDENCIAL LOCAÇÃO +1,16% (16/Abril/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL VENDA +0,07% (22/03/2024) | IGP-M -0,47% (27/03/2024) | FIPEZAP+ COMERCIAL LOCAÇÃO +0,73% (22/Mar/2024) | IPCA 0,16% (10/04/2024) | INCC-M +0,24% (25/Mar/2024) | INCC-DI +0,28% (05/04/2024) | IVAR 1,06% (04/04/2024) |

Após pausa, incorporadoras retomam ofertas de ações e miram R$ 4,5 bilhões

Compartilhar a notícia

Com o mercado imobiliário em foco, empresas planejam retomada estratégica visando alavancar investimentos.

No cenário dinâmico do mercado imobiliário brasileiro, as incorporadoras que haviam manifestado interesse em ingressar na bolsa de valores aguardam ansiosamente a abertura da janela para retomar suas movimentações. Com um olhar voltado tanto para o programa Minha Casa Minha Vida quanto para o segmento de alto padrão, essas empresas visam o mercado de capitais como uma fonte crucial para financiar sua expansão e projetos futuros.

De acordo com estimativas no mercado financeiro, cerca de 10 empresas têm potencial para realizar uma oferta inicial de ações (IPO) ou uma oferta subsequente de ações (“follow-on”), com a movimentação de aproximadamente R$ 4,5 bilhões, segundo fontes consultadas pelo Valor. No entanto, as expectativas apontam que essas ofertas só devem ganhar força no segundo semestre deste ano.

O ambiente macroeconômico, tanto no Brasil quanto no exterior, desempenha um papel crucial nesse cenário. Pedro Costa, responsável pela área de mercado de capitais do Santander, destaca a importância de mais cortes na taxa de juros, tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos, como um fator determinante para o sucesso dessas operações. O adiamento do corte nos juros nos EUA, previsto inicialmente para março, agora foi projetado para maio, o que afeta diretamente o planejamento das incorporadoras.

Entre as empresas que despontam como potenciais candidatas para a oferta pública de ações, destaca-se a Pacaembu, que concentra suas atividades na construção de casas para o segmento econômico, ligado ao programa Minha Casa Minha Vida. Com um crescimento expressivo em lançamentos e lucratividade, a Pacaembu emerge como uma líder potencial nesse movimento.

No entanto, não são apenas as empresas voltadas para o segmento econômico que estão de olho no mercado de capitais. Grandes incorporadoras dedicadas ao médio e alto padrão, como You, Inc., Yuny, Kallas e Patrimar, também demonstram interesse em explorar essa via de financiamento para impulsionar seus negócios.

O processo de IPO, no entanto, não é isento de desafios. O “valuation”, ou seja, a valoração das empresas, tem sido um ponto de atrito, com uma discrepância entre as expectativas dos controladores e o que o mercado está disposto a oferecer. Além disso, o desempenho irregular de algumas empresas listadas após o IPO tem gerado cautela entre os investidores.

Apesar dos obstáculos, a perspectiva é de que o mercado de capitais brasileiro se fortaleça no segundo semestre, impulsionando não apenas as incorporadoras, mas também empresas de outros setores a seguirem o caminho da abertura de capital. O otimismo persiste, embora os primeiros meses de 2024 tenham sido marcados por retiradas volumosas de investimento estrangeiro. O segundo semestre pode ser um divisor de águas, dando vida aos planos de expansão e consolidação das empresas brasileiras no mercado financeiro internacional.

Redação VGV com informações do Valor Econômico

___

Acelere sua Carreira no Mercado Imobiliário com a Banca VGV!

A Banca VGV é a plataforma oficial de vendas dos produtos educacionais do Grupo VGV, sua fonte de conhecimento indispensável para se destacar no mercado imobiliário.

Mais do que uma livraria:

Aqui você encontra livros, cursos, planilhas e muito mais para tornar você em um profissional Acima da Média. Explore as soluções personalizadas para:

  • Corretores de Imóveis: Aprimore suas habilidades, domine as técnicas de venda e feche mais negócios.
  • Imobiliárias: Aumente a rentabilidade do seu negócio com estratégias de gestão e marketing eficazes.
  • Investidores: Inove em seus projetos e processos para se destacar da concorrência.
  • Incorporadoras: Lance empreendimentos de sucesso com base em estudos de mercado e viabilidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar a notícia

Veja mais

Foto por Pedro Ribeiro Segundo o Índice FipeZap, os preços de locação residencial no Brasil tiveram um aumento significativo de ...
O mercado imobiliário de São Paulo apresentou quase 16 mil transações de compra e venda de imóveis em Janeiro deste ...
Veja todas as regras do FGTS futuro e saiba os detalhes de como ele funciona nos financiamentos imobiliários ...
O estudo indica que o faturamento deflacionado das indústrias de materiais de construção apresentou crescimento de 2,8% no acumulado até ...
Será que podemos ter um novo boom imobiliário no Brasil? Dados recentes apontam venda recorde de novos imóveis, demanda por ...
Foto por Davi Costa No último mês de março, os índices de inflação no Brasil, tanto o IPCA (Índice Nacional ...
Ao mesmo tempo em que vive um bom momento de vendas, setor imobiliário precisa lidar com um entrave: a falta ...
O Índice Nacional de Custo da Construção – Disponibilidade Interna (INCC-DI), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), é um dos ...
Foto por Leohoho O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (IVAR) registrou um aumento de 1,06% em março de 2024, ...
Foto por Alex Caceres O mercado imobiliário brasileiro continua a apresentar sinais de dinamismo, com o Índice FipeZAP registrando um ...

Banca VGV