Rio 2016 – E agora?


RIO 2016 – E AGORA?

Como aperfeiçoar o uso de recursos, sempre limitados e insuficientes, obter prazos menores, ampliar os benefícios desejados para atender às expectativas de todos?
 
por Walther Krause*
 
O investimento em projetos de infraestrutura é um dos principais desafios para o sucesso do Rio Olímpico 2016. O foco são as áreas de transporte, saneamento, hotelaria e urbanização. O sucesso dos projetos de investimento trará melhores resultados para todos, em todos os momentos. Como obtê-lo?
 
A resposta está no modelo de gestão. Aplicando-se as melhores práticas de gestão de projetos pode-se otimizar o uso de recursos, sempre limitados e insuficientes, obter prazos menores, ampliar os benefícios desejados e atender às expectativas de todas as partes interessadas, principalmente o cidadão contribuinte. A chave deste modelo é planejamento e controle. Com um bom planejamento, definindo os caminhos a serem trilhados e antecipando as diversas dificuldades inerentes a um desafio desta magnitude, bastará um controle rigoroso da sua execução para garantir a obtenção dos resultados esperados pela sociedade carioca e brasileira.
 
Podemos destacar os exemplos onde a gestão foi à razão do sucesso: programa de produção em águas profundas da Petrobras, que é recorde em profundidade e torna o país auto-suficiente em petróleo; projeto de portabilidade da Embratel, que a tornou líder disparado nas migrações de telefones fixos; programa de saneamento da Nova Cedae, que em 2 anos despoluiu mais m ananciais do Estado do Rio de Janeiro que em 20 anos anteriores, o programa de aceleração do crescimento – PAC, no Rio de Janeiro, sendo o primeiro a ser entregue e trazer benefícios, entre outros.
 
O Rio de Janeiro conquistou o direito a sediar os 31º Jogos Olímpicos em 2016 porque demonstrou competência na sua preparação. Todos os passos, planos e falas foram construídos com muito planejamento, cuidado e gestão de riscos. A complexidade que será enfrentada irá exigir total atenção nas áreas de conhecimento comunicação (são muitas partes interessadas, em todos os setores da sociedade), licitações (chave do sucesso, devendo ser o mais bem feito e correto possível para minimizar atrasos e cancelamentos judiciais), riscos (serão muitas incertezas a serem administradas) e recursos humanos (não há projeto bem realizado sem uma equipe competente e bem liderada).
 
Como exemplo, as empresas líderes em seus segmentos adotam práticas baseadas nos estudos e padrões do Project Management Institute (www.pmi.org), de reconhecimento mundial. O padrão de gerenciamento de portfólio constrói uma visão abrangente do ambiente de projetos, agrupando os componentes inter-relacionados para gerenciá-los com efetividade, mantendo o alinhamento com a estratégia. O padrão de gerenciamento de programas agrupa projetos com metas complementares, buscando amplificar os resultados. O padrão de gerenciamento de projetos é a referência mais i mportante na atualidade para a gestão dos projetos, com resultados comprovados, como os exemplos acima.
 
A construção deste modelo de gestão para o setor público baseado nas melhores práticas em gerenciamento de projetos, com continuidade administrativa e política, requerendo do setor privado uma maior maturidade na gestão, será possível desenvolver os projetos de infraestrutura que garantam o sucesso dos Jogos Olímpicos e que o legado perdure por períodos muito longos.
 
 
*Walther Krause,PMP, MSc é Presidente do PMI RIO ( www.pmirio.org.br )

Comentários

  1. Olímpiadas 2016 serão um embuste como foram os Jogos PanAmericanos 2007 de infeliz lembrança para todos os cariocas porque foi só uma grande "maquiagem" de obras superfaturadas que pouco retorno prático trouxe em benefício para os cariocas.  Obras essas até hoje estão sob investigação do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Ministério Público Federal e que hoje a imprensa faz tanto esforço para a população esquecer.  Não adianta varrer a sujeira para debaixo do tapete, a violência, a insegurança, a "guerra do Rio" esta aí diante de todos nós.  A população de rua que infesta o Centro da Cidade, e vários bairros da zona sul que é recolhida de manhã e no dia seguinte volta para as mesmas calçadas.  Não adianta !  Até agora só ouvi conversa fiada sobre essas Olímpiadas 2016.


Próximo evento

Semana da Incorporação Imobiliária

Conheça todas as etapas para realizar uma incorporação imobiliária

Garanta Aqui

CONFIRA AS EDIÇÕES ANTERIORES

Saiba como foi

BANCA VGV

Fique atualizado com o melhor da central de conhecimento do mercado imobiliário! Conheça cursos exclusivos e as melhores publicações do setor.

Confira a banca completa

Patrocínio Institucional