Hello world!

Vendas de apartamentos crescem cerca de 156% em Betim-MG


Comercialização e lançamentos de apartamentos tiveram aumento expressivo no ano passado; expansão imobiliária já garante novos investimentos na cidade

  

A instalação de empreendimentos imobiliários em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, está cada vez mais em ascensão, atraindo olhares de investidores e construtoras. Só no ano passado, a cidade registrou crescimento de 156,25% nas vendas de apartamentos novos, em comparação ao mesmo período de 2019. O número de lançamentos também apresentou uma alta surpreendente: 233,33%.

 

Os dados fazem parte do Censo do Mercado Imobiliário, divulgado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG). A pesquisa aponta que as vendas passaram de 560  unidades, entre janeiro e dezembro de 2019, para 875 comercializadas no mesmo período de 2020. Nessa mesma base de comparação, foram lançadas 7 unidades habitacionais de janeiro a dezembro do ano passado; no mesmo período de 2019, foram 3.

 

Com a quinta maior população e a 23ª maior economia do estado, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade vem crescendo, vertiginosamente, nos últimos anos e passa por uma fase de expansão imobiliária, com a criação de novos polos de moradia e comércio. Exemplo desse crescimento é novo bairro da cidade: o Kubitschek, que ocupa uma área de cerca de 430 mil metros quadrados na regional Norte. O empreendimento, resultado da parceria entre a Construtora EPO e a Domicilium Engenharia, inclui cerca de 200 lotes, com áreas de aproximadamente 360m² a 7.000m². Ainda em fase de construção, o bairro pretende atrair moradores, estabelecimentos comerciais e empresas de serviços, contribuindo com o crescimento ordenado da cidade.

 

Para Roberto Judice, responsável pela área de desenvolvimento urbano da EPO, a instalação de uma nova centralidade em Betim, a poucos minutos do Centro, viabiliza oportunidades de desenvolvimento econômico da cidade. "Quando planejamos o Kubitschek, um dos nossos maiores objetivos era oferecer soluções que garantissem uma região autossuficiente, com comércio local vibrante e opções de lazer que atraíssem moradores, e que fosse conectada ao restante da cidade", explica.

 

Além do investimento imobiliário, obras de infraestrutura também contribuem para o crescimento econômico da cidade. O diretor técnico da PHV Engenharia, Marcos Paulo Alves, empresa responsável pela construção de uma trincheira na Via Expressa, na altura da Refinaria Gabriel Passos (Regap), explica que as obras vão proporcionar mais fluidez ao tráfego e melhorar as condições de mobilidade urbana. "O projeto possibilita manobras de retorno e transposição da via, facilitando o acesso a Contagem. Os trabalhos estão avançados e começaremos, em breve, as obras do viaduto, que vai transpor a linha férrea e possibilitará a conexão entre a Via Expressa e a rodovia Fernão Dias, além da continuação da terraplenagem e da pavimentação no trecho depois da linha férrea", explica Marcos Paulo.

 

Segundo ele, a cidade está em uma localização privilegiada em relação à logística do estado e também do cenário nacional. "Temos a centralidade da indústria mineira em um tripé do qual fazem parte a capital, Contagem e Betim; esse é um diferencial que não tem como comparar com outras regiões. Além disso, a cidade abriga grandes empresas e movimenta a indústria em Minas Gerais", declara.

 

A expansão da cidade atrai também investimentos no comércio e na economia local. O bairro Jardim da Cidade, por exemplo, foi escolhido para receber a segunda unidade da padaria Ping Pão. Com mais de 30 anos de carreira na área e cinco unidades em Belo Horizonte, além da unidade no Centro de Betim, Vinícius Dantas, proprietário da rede de padarias Ping Pão, explica que a decisão de expandir a rede de padarias na cidade foi simples: "não demorou para perceber que há demanda para investimentos em Betim", conta o empresário.

 

Dantas, que também é presidente do Sindicato e Associação Mineira da Indústria da Panificação (Amipão), diz que as lições que aprendeu não se aplicam apenas a seu negócio ou setor. "O potencial para investimentos em Betim é enorme; a cidade está crescendo e demandando novos serviços e investimentos de vários setores. Não tem como ser um ambiente mais promissor", afirma.

 

Para o vice-presidente da área imobiliária do Sinduscon-MG, Renato Michel, em função dos altos preços de terrenos na capital, principalmente por causa do Plano Diretor, há uma tendência cada vez maior de investimento em cidades do entorno. "Betim é um exemplo desse movimento. Como está difícil comprar terrenos na capital, as construtoras têm investido mais em municípios da região metropolitana", afirma. Ele também destaca a queda na taxa básica de juros como um dos motivos que explicam o fato de o mercado na região ter se mantido aquecido durante a pandemia.



Portal VGV

Portal VGV

Comentários


Próximo evento

Semana da Incorporação Imobiliária

Conheça todas as etapas para realizar uma incorporação imobiliária

Garanta Aqui

CONFIRA AS EDIÇÕES ANTERIORES

Saiba como foi

BANCA VGV

Fique atualizado com o melhor da central de conhecimento do mercado imobiliário! Conheça cursos exclusivos e as melhores publicações do setor.

Confira a banca completa

Patrocínio Institucional