Hello world!

Grupo Zap lança I-buyer no Brasil e entra no negócio de compra, reforma e revenda de imóveis


Com planos de quase dobrar sua força de trabalho e melhorar os recursos de análise de dados para suportar o novo negócio, a empresa investirá R$ 100 milhões (US$ 25 milhões) em cerca de 200 aquisições de imóveis em grandes centros urbanos no Brasil nos próximos 12 meses. Uma vez que o modelo I-buyer estiver operando em larga escala, o Grupo Zap espera obter uma fatia de mercado de 10% dos negócios imobiliários do país, atualmente estimada em cerca de R$ 200 bilhões por ano.


 “É fácil associar a inovação à transformação, mas queremos ir além disso. Sabemos que comprar e vender imóveis no Brasil é um processo repleto de dor e complexidade, e temos o objetivo de mudar completamente isso por meio da simplificação.”, diz o CEO da empresa Lucas Vargas.


O I-buyers  ou “Instant Buyers” deriva-se de uma grande tendência e demanda atual- o Marketplace. Esta proposta oferece basicamente facilidades ao mercado: vendas com um prazo de tempo mais curto, o que costuma atrair vendedores que buscam a praticidade e agilidade ao fechar negócio. Sendo que os principais compradores costumam serem justamente os próprios investidores que, por sua vez, garantem uma transação rápida, vantajosa e lucrativa. Sob o modelo I-buyer, o Grupo Zap investe certeiramente no aumento da liquidez do mercado imobiliário, basicamente comprando imóveis para reformar e revender.


Segundo informações da empresa, a escolha dos imóveis adquiridos será feita a partir de indicações de corretores e imobiliárias. O Grupo Zap, então, fará uma análise de dados para selecionar aqueles que receberão propostas. Essa decisão levará em conta dados sobre oferta e demanda da região, características da propriedade e complexidade da reforma. Aceita a proposta, os trâmites processuais para a aquisição serão realizados pela própria empresa, e o pagamento será à vista ao proprietário. Já a revenda será realizada da maneira tradicional, por meio de imobiliárias e corretores de imóveis – os maiores parceiros do grupo. 


"Neste primeiro momento de testes, compraremos apenas imóveis residenciais usados e em parceria com algumas imobiliárias. No futuro, passaremos a avaliar a expansão para captação com todo o mercado", complementa Vargas.


Diferentemente das empresas dos EUA, que eliminam os intermediários ao interagir diretamente com compradores e vendedores, a Zap apresentará a abordagem por meio de um teste em seis bairros de São Paulo em parceria com agentes imobiliários e corretores independentes para entrar na plataforma no futuro.


Até o Natal deste ano, o CEO do Grupo Zap espera que a oferta de i-buyer da Zap cubra cinco cidades fora de São Paulo e dobre esse número até meados de 2020, quando o modelo deve estar pronto para replicação em todo o país.



Portal VGV

Portal VGV

Comentários


Próximo evento

Congresso do Mercado Imobiliário do Rio de Janeiro

O mercado imobiliário pós-retomada econômica

Faltam:

Garanta Aqui

CONFIRA AS EDIÇÕES ANTERIORES

Saiba como foi

BANCA VGV


Adquira guias completos do mercado imobiliário da sua região. Tenha em suas mãos tudo o que precisa para vender mais.


saiba mais

Patrocínio Institucional