Hello world!

Palmas, no Tocantins, terá o prédio mais alto da região Norte do Brasil


Palmas, a capital mais jovem do país, segue inovando com ousadia quando o assunto é o setor imobiliário. A cidade, que surpreende com seus atrativos e encantos os visitantes que ali chegam e moradores que ali residem, acaba de ganhar mais uma grande referência: o prédio mais alto da região Norte do Brasil será construído na capital do Tocantins.


Lançado em agosto deste ano, o projeto inicial do empreendimento Orla Sky terá 42 pavimentos e é desenvolvido pela construtora e incorporadora palmense Fama Empreendimentos Imobiliários.


“Em um passado mais distante eu nunca imaginei participar da construção do prédio mais alto da região Norte do Brasil, a ideia é recente e bem surpreendente”, comentou um dos diretores da construtora responsável pela obra de magnitude no norte do país, Marcelo Machado.


O local escolhido pela Fama Empreendimentos não poderia ser mais apropriado: a Orla de Palmas. Os terrenos da região que margeiam um imenso lago que possui 8km de largura não param de se valorizar e já se transformaram no local mais desejado da cidade.


Marcelo explica que umas das principais motivações que impulsionaram a saída dos planos no papel é justamente a valorização dos terrenos em Palmas que estão nitidamente em alta, com potencial para valorização ainda maior, já que a cidade foi planejada para ter 1 milhão de habitantes, porém, hoje conta com cerca de 300 mil habitantes – número que ganhou proporção na metade da última década.


Segundo o engenheiro civil que será responsável pela obra, Mario Nelson, há uma franca disputa entre as concorrências no mercado, o que em sua visão potencializa a incorporação de prédios mais altos e possibilita empenhar nesta obra cuidados específicos: “A diferença entre construir a obra anterior (Orla 14) e o Orla Sky se refere, principalmente, à grandiosidade da obra. As peças mais robustas, a logística de transporte e a obra em si demandam mais tempo”.


Outra grande característica do Orla Sky é a sustentabilidade. Segundo Marcelo Machado, as placas fotovoltaicas a serem instaladas no empreendimento irão além dos benefícios na obra, baixando também o futuro custo condominial aos moradores e assegurando a preservação ambiental.


E engana-se quem pensa que o pacote de inovação acabou. Com ineditismo no estado do Tocantins, a incorporadora ruma em mais um passo para o futuro: “Além de tudo isso, neste empreendimento, todos os apartamentos terão disponíveis na garagem um ponto elétrico que possibilitará ao morador a instalação de equipamento para recarga de carro elétrico com controle de consumo individual, lançado na conta de energia da própria unidade”, ressaltou.


Repletos de singularidades, o residencial ainda obtém aderência: “A região da Orla é muito cobiçada. A Fama tem aceitação grande de mercado. E o mais interessante é que estamos adiantados no planejamento. É algo que a sociedade de Palmas já está esperando”, destacou o engenheiro.


Com todos estes diferenciais, não há dúvida de que Palmas-TO assumiu de vez o protagonismo na região Norte do Brasil. Assim como um jovem de 30 anos mescla experiência com ousadia, a capital do Tocantins segue realizando grandes feitos pelo país.


Portal VGV

Portal VGV

Comentários


Próximo evento

Congresso do Mercado Imobiliário do Rio de Janeiro

O mercado imobiliário pós-retomada econômica

Faltam:

Garanta Aqui

CONFIRA AS EDIÇÕES ANTERIORES

Saiba como foi

BANCA VGV


Adquira guias completos do mercado imobiliário da sua região. Tenha em suas mãos tudo o que precisa para vender mais.


saiba mais

Patrocínio Institucional