Dicas de segurança para condomínios

portalvgv 16/11/2009 0
Dicas de segurança para condomínios

Dicas de segurança para condomínios

Em virtude da alta incidência de assaltos neste ano a condomínios – já foram 44 ataques de quadrilhas especializadas contra sete ocorrências em 2008 - o Sesvesp traz algumas dicas que podem ser adotadas para coibir tais atos.  

“Há uma série de medidas de precaução que os moradores devem tomar para se proteger da  de criminosos. Recentes ocorrências demonstram que algumas quadrilhas vêm se especializando em roubo à condomínios”, explica o presidente do Sesvesp, José Adir Loiola. Medidas de segurança, como as que estão abaixo, colaboram para evitar assaltos em condomínios. 

          – As guaritas devem ser construídas recuadas do portão, em posição que permita a visão completa da frente da edificação. De preferência, devem possuir um sanitário, a fim de evitar que o porteiro deixe o seu local de trabalho.

          – Os portões de acesso de pedestres e de veículos devem ser controlados pela portaria.

          – Nos condomínios fechados, além de muros altos que circundem o terreno, recomenda-se implantar outros recursos de proteção, tais como vigilância armada e motorizada e circuitos fechados de televisão, objetivando o monitoramento das ruas internas durante as 24 horas do dia.

          – A utilização de interfone é essencial para a comunicação entre as unidades de um condomínio e a portaria.

          - Ao atender visitantes, o porteiro deve manter o portão fechado até que a entrada da pessoa seja autorizada pelo morador. Os prestadores de serviços devem ser devidamente identificados antes de entrar no prédio, mas, pela legislação, o porteiro não deve reter documento de quem quer que seja.

          – Outra providência recomendada aos síndicos é o cadastramento de todos os moradores e veículos existentes no condomínio. Cabe ao síndico, ainda, fiscalizar e cobrar extremo rigor na contratação de funcionários, exigindo referências idôneas e atestados criminais.

          – Para casos de roubos, recomenda-se combinar uma senha a ser utilizada pelos porteiros para avisar os moradores da situação de perigo.

          - Recomenda-se ainda combinar uma outra senha – um gesto – entre porteiros e moradores para ser feito pelo funcionário e vista pelo “olho mágico” no caso de ele estar rendido por assaltantes e coagido a acompanhá-los a uma residência.

Comente esta notícia »