Prédios verdes: Rochaverá Corporate Towers recebe certificação ambiental


Redução de impactos durante a construção e máximo aproveitamento dos recursos na fase de operação são os destaques do empreendimento

O Rochaverá Corporate Towers, maior complexo de escritórios de alto padrão de São Paulo, acaba de receber a certificação Green Building, na categoria Gold, seguindo o sistema LEED (Leadership in Energy and Environmental Design). O selo é concedido pelo U.S. Green Building Council, uma organização sem fins lucrativos, com sede em Washington, nos Estados Unidos, que tem o objetivo de promover a sustentabilidade ambiental de edifícios.

Localizado em uma das regiões mais valorizadas da capital paulista, o Rochaverá tem duas de suas quatro torres concluídas e uma terceira com término previsto para 2010. A certificação obtida no mês de agosto comprova que o empreendimento atende a todos os requisitos para aliar o máximo aproveitamento dos recursos naturais com a redução do impacto ambiental durante a obra e no período de operação.

De propriedade do Autonomy Investimentos, o Rochaverá foi concebido pela Tishman Speyer. A construção está a cargo da Método Engenharia e o projeto de sustentabilidade é de responsabilidade do Grupo SustentaX.

"A conquista dessa certificação é importante pelo seu pioneirismo e por suas dimensões. Servirá de exemplo para outros empreendimentos e é um incentivo para ajudar no desenvolvimento da construção sustentável no país", afirma Nelson Kawakami, diretor executivo do Green Building Council Brasil.

Todo o projeto do complexo de escritórios foi concebido dentro de quatro exigências: 1.) redução do consumo de energia e dos custos operacionais e de manutenção; 2.) diminuição do uso de recursos ambientais não renováveis; 3.) melhora da qualidade do ar interno do edifício; 4.) melhora da qualidade de vida e da saúde dos usuários, otimizando a qualidade do ambiente construído.

"Estamos muito satisfeitos em obter essa certificação, que gera valor para o nosso empreendimento e certamente contribuirá para ampliar o retorno aos nossos investidores, em razão da satisfação oferecida aos atuais e potenciais inquilinos", afirma Roberto Miranda, CEO do Autonomy Investimentos.

Daniel Cherman, presidente da Tishman Speyer, destaca que toda a experiência internacional da empresa foi colocada a serviço da concepção desse projeto, para torná-lo realmente sustentável. "Nossas equipes conseguiram repetir no Brasil as iniciativas bem sucedidas que já temos em Nova York, com o Hearst Tower", diz.

Integração com a cidade
Além do desempenho ambiental, o Rochaverá conta com diferenciais únicos em relação aos demais empreendimentos de mesmo porte ou padrão, que vão da sua localização e concepção até as dimensões e tecnologias, garantindo a imagem institucional do projeto.

"Os maiores beneficiários do projeto de sustentabilidade do Rochaverá serão seus usuários que terão a certeza de estarem usufruindo de uma edificação projetada e construída dentro das mais rígidas diretrizes mundiais para empreendimentos corporativos, de modo a proporcionar ambientes de trabalho de alta produtividade e baixos custos operacionais", afirma Newton Figueiredo, presidente do Grupo SustentaX.

Localizado na Avenida das Nações Unidas, ao lado dos shoppings Morumbi e Market Place, o Rochaverá oferece aos inquilinos acesso direto a dois dos principais centros comerciais de São Paulo, além de fácil conexão com todas as regiões da cidade, em função da proximidade de importantes avenidas como a Marginal Pinheiros, Luis Carlos Berrini, Roque Petroni Junior e Jornalista Roberto Marinho. O complexo também está integrado com a Estação Morumbi do Trem Metropolitano, já em operação, cuja linha será futuramente interligada com a linha quatro (amarela) do Metrô.

Além disso, a integração com a região foi concluída com o projeto de complementação das calçadas e de alargamento de um trecho da Avenida Chucri Zaidan, que serve como alternativa de trajeto para aliviar o tráfego local.

O projeto
Ao todo, o Rochaverá está recebendo investimentos da ordem de R$ 600 milhões. As duas primeiras torres entregues, com arquitetura arrojada, marcada pelas fachadas inclinadas, constituem a primeira fase do empreendimento. São idênticas, com 17 andares, totalizando 58 mil metros quadrados da área locável.

Com 11 elevadores cada um - sendo oito sociais, distribuídos em zona baixa e alta, um de serviço e outros dois que darão acesso às garagens - os edifícios têm andares tipo com pé-direito de 2,8 metros e um vão livre entre 11,5 metros e mais de 20 metros em torno de um núcleo de serviços, proporcionando áreas totais de 1,6 mil a 2 mil metros quadrados.

No total, o projeto é constituído por quatro torres de escritórios, conciliando a modernidade das instalações com um projeto arquitetônico e paisagístico diferenciado, o Rochaverá está sendo construído em um terreno de mais de 37 mil metros quadrados. As torres projetadas para o empreendimento totalizam 248 mil metros quadrados de área construída, sendo 130 mil metros quadrados de área de escritórios, conciliando a modernidade das instalações com um projeto arquitetônico e paisagístico diferenciado.

O destaque das instalações do Rochaverá fica por conta do sistema próprio de co-geração de energia elétrica, capaz de atender a 100% da carga de todo o complexo, de forma ininterrupta. A operação integrada e o gerenciamento dos sistemas técnicos - como ar condicionado, elevadores, telecomunicações e proteção contra incêndio - permitem que o empreendimento tenha o melhor aproveitamento de recursos como água e energia, com alta eficiência e baixo custo operacional.

Todo o complexo foi projetado para atender aos mais altos padrões internacionais das principais empresas nacionais e estrangeiras.

Comentários


Próximo evento

Workshop Marketing Imobiliário Avançado Balneário Camboriú

Como gerar mais negócios a partir da própria base de clientes

Faltam:

Garanta Aqui

CONFIRA AS EDIÇÕES ANTERIORES

Saiba como foi

BANCA VGV


Adquira guias completos do mercado imobiliário da sua região. Tenha em suas mãos tudo o que precisa para vender mais.


saiba mais

Patrocínio Institucional