NEWSLETTER    RECEBA SEMPRE EM PRIMEIRA MÃO NOSSO CONTEÚDO

Rossi divulga resultados do primeiro trimestre de 2011

Lançamentos (parte Rossi) atingem R$ 723 milhões e lucro líquido cresce 26%

A Rossi, uma das principais incorporadoras e construtoras do Brasil, anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2011. No período, as vendas contratadas (parte Rossi) totalizaram R$ 768 milhões, 15% superior ao primeiro trimestre de 2010. Já os lançamentos (parte Rossi) registraram R$ 723 milhões, aumento de 27% comparado com o mesmo período de 2010. Nos primeiros três meses de 2011, a empresa lançou 11 empreendimentos, somando 2.650 unidades.

O segmento econômico representou 50% das unidades lançadas e 26% do VGV (Valor Geral de Vendas) total.
Entre janeiro e março, o VSO (Vendas Sobre Oferta) registrou 25%, índice superior à média do mercado para o período. Entre os destaques do trimestre estão os produtos Life Ponta Negra (Manaus) e o Rossi Atlântida (litoral do Rio Grande do Sul). O primeiro empreendimento teve 80% das unidades comercializadas no lançamento. Já o segundo projeto, que apresenta um conceito inovador para região, vendeu mais de 50% das 496 unidades lançadas.

“As vendas foram distribuídas em 17 Estados, o que confirma a estratégia da Rossi em focar nos mercados emergentes, onde a concorrência é menor e a demanda aquecida”, afirma o CEO da Rossi, Heitor Cantergiani.

O banco de terrenos totalizou um VGV de lançamentos potenciais de R$ 26 bilhões (R$ 18 bilhões parte Rossi), o que representa mais de 134 mil unidades e 9 milhões de metros quadrados. O perfil diversificado, tanto por segmento de renda quanto por localização geográfica, está em linha com a estratégia de mitigação de riscos da empresa.

Os resultados financeiros acompanham o bom desempenho operacional da empresa. O lucro líquido foi de R$ 78 milhões, crescimento de 26% em relação ao primeiro trimestre de 2010. A Rossi alcançou, ainda, 33% de margem bruta, crescimento de 3 p.p (pontos percentuais) se comparado aos três primeiros meses de 2010.

O EBITDA atingiu R$ 129 milhões, 22% superior ao primeiro trimestre de 2010. A margem EBITDA alcançou 20%, aumento de 0,2 p.p em relação ao mesmo período do ano passado.

A receita líquida apresentou um crescimento positivo de 33%, comparado ao primeiro trimestre de 2010, chegando a R$ 655 milhões. Enquanto isso, o lucro bruto totalizou R$ 215 milhões, aumento de 44% em relação aos três primeiros meses de 2010. A margem líquida foi de 12% e a margem bruta de 33%, patamar 3 p.p superior ao mesmo período do ano passado.

“Nos últimos três meses, o nosso Cash Burn diminuiu para R$ 94 milhões. Além disso, continuamos com nosso perfil de endividamento saudável”, afirma o CFO e diretor de RI da Rossi, Cássio Audi.

No segmento econômico, a companhia mantém sua estratégia de investir em produtos padronizados em larga escala, com o objetivo de reduzir o ciclo operacional e os custos.

Ampliando sua presença regional, a Rossi entrou em cinco cidades - Alphaville (SP), Aracajú (SE), Jabotão dos Guararapes (PE), Maringá (PR), Ponta Negra (AM) e no Estado de Sergipe, por meio de parceria com a Norcon, anunciada no quarto trimestre do ano passado. Com isso, hoje, a Rossi está presente em 90 cidades e 17 Estados do País, além do Distrito Federal

A estratégia de expansão da Rossi teve início no primeiro trimestre de 2010. Na época, a empresa criou uma nova estrutura operacional e agrupou as equipes locais em 30 células, que estão atuando regionalmente sob um comando nacional.

A Rossi também segue investindo em tecnologia construtiva para a produção em larga escala, intensificando a implantação de fábricas de pré-moldados. Desta forma, possibilita a redução do ciclo operacional e dos custos. Atualmente, já são seis fábricas espalhadas pelo Brasil, com capacidade de produção de 1.000 a 3.000 unidades, cada uma, por ano.

Comentários


Próximo evento

Workshop Marketing Imobiliário de Alto Impacto e Baixo Custo

Estratégias para acelerar a venda e a locação de imóveis

Faltam:

Garanta Aqui

CONFIRA AS EDIÇÕES ANTERIORES

Saiba como foi

BANCA VGV


Adquira guias completos do mercado imobiliário da sua região. Tenha em suas mãos tudo o que precisa para vender mais.


saiba mais

APOIO INSTITUCIONAL

NEWSLETTER    RECEBA SEMPRE EM PRIMEIRA MÃO NOSSO CONTEÚDO